jan 05

Impressora 3D vai reunir todos os seus remédios numa única pílula

Créditos: iStock AutoCompounder é uma impressora 3D capaz de combinar doses específicas de medicamentos variados numa única cápsula

Quem toma vários remédios já deve ter pensado nisso: seria muito mais fácil poder ingerir todos eles numa única cápsula. Pode parecer coisa do futuro, mas isso já é realidade. A Vitae Industries desenvolveu a AutoCompounder, uma impressora 3D do tamanho de uma torradeira,  criada especificamente para imprimir pílulas mais rígidas e cápsulas gelatinosas em cerca de 10 minutos.

A impressora facilita a criação de pílulas personalizadas, onde é possível combinar as doses específicas de medicamentos variados numa única cápsula. Quer dizer, ao invés do paciente ingerir de 3 a 5 remédios diferentes em horários específicos, poderia tomar apenas uma única pílula composta de todas as doses necessárias num dia.

Segundo Jeanine Sinanan-Singh, CEO da Vitae Industries, disse à Digital Trends “A plataforma AutoCompounder ajuda as farmácias a produzir medicamentos com doses personalizadas de forma mais eficiente. As doses padrão disponíveis no mercado de muitas drogas prescritas não são adequadas para muitas pessoas. Permitir que as farmácias forneçam doses facilmente adaptadas às necessidades de cada indivíduo podem ajudar a transformar medicamentos e melhorar a saúde de populações inteiras, tratando o indivíduo”.

As cápsulas personalizadas vão representar economia de tempo para farmacêuticos e de dinheiro para pacientes. Pessoas que tomam vários medicamentos no mesmo dia, poderão combinar as doses diárias necessárias e colocá-las todas numa única cápsula.

A máquina será capaz de se autolimpar, evitando risco de contaminação, e misturar sozinha as doses de medicamentos. Ainda assim, não vai dispensar o trabalho de um farmacêutico que precisará operar a impressora e levar os medicamentos até ela.

Segundo o site da Bloomberg a empresa pretende vender as impressoras por cerca de 5 mil dólares e posteriormente cobrar assinatura mensal para manutenção e atualização do software. Por enquanto, a empresa  está se preparando junto aos farmacêuticos antes de começar a produção em massa. Segundo a CEO disse à  Digital Trends foi criado um programa piloto que será implementado em farmácias selecionadas ainda no primeiro trimestre de 2018.

FONTE: CATRACA LIVRE