set 10

IBM cria ferramenta com IA para ajudar técnicos no treinamento de tenistas

Pensando em facilitar as partidas de tênis e o entendimento entre o jogador e o técnico, a IBM desenvolveu uma nova ferramenta, em parceria com a USTA (Associação de Tênis Norte-Americana), que utiliza a inteligência artificial para verificar a exaustão física dos tenistas.

 O tênis é um esporte que exige muita concentração, técnica e reflexo, e muitas vezes o técnico de um jogador sente um pouco de dificuldade para avaliar o andamento do tenista, o quanto ele está cansado e ainda o quanto ele deve conseguir se manter na partida.

Mas com o novo recurso, chamado Coach Advisor, algo como “conselheiro do técnico”, os técnicos terão acesso a dados importantes sobre seus jogadores, como níveis de energia e formas de melhorar o desempenho. O projeto é a evolução de uma parceria entre a IBM e a USTA que já dura 30 anos no US Open, importante campeonato do esporte.

“Todos os anos pensamos sobre quais tipos de inovação podemos trazer e que terão um impacto significativo”, conta Elizabet O’Brien, diretora de parcerias de esporte e entretenimento da IBM. “O fator principal para o desempenho dos jogadores é o gerenciamento de energia, uma maneira elegante de questionar como eles estão controlando seu cansaço”, completa.

Os esforços da IBM com a USTA funcionam para quantificar dois sistemas de energia: uma carga mecânica e uma psicológica. Com a observação destas cargas, é possível entender quando seria o melhor momento para que eles não se exercitassem demais, conferindo também quando os níveis de esforço ultrapassam ou ficam abaixo do alcance. O projeto também permite que os técnicos se aprofundem em momentos específicos da partida, entendendo melhor o que causou um sucesso ou um fracasso.

A estreia do Coach Advisor vai acontecer no Grand Slam, durante a edição deste ano do US Open. O objetivo principal da ferramenta, segundo O’Brien, é ajudar os treinadores a serem mais efetivos em seus treinamentos, desenvolvendo e reconhecendo talentos emergentes. “Se você fizer isso bem, vai levar os jogadores mais a fundo em mais torneios e criar mais campeões”, diz.

O Coach Advisor está disponível, inicialmente, a um grupo seleto de treinadores e jogadores, mas, segundo Blackman, em breve a novidade estará aberta a todos os 29 técnicos da USTA, além de técnicos particulares dos principais jogadores profissionais e aqueles que estejam em transição para o se tornarem “pro”. Com isso, 200 jogadores e seus respectivos técnicos terão acesso à análise do sistema.

FONTE: CANAL TECH