jun 13

Hospital Santa Izabel inova em agendas cirúrgicas com tecnologia MTM

Sistema agiliza todas as fases do processo, simplifica a gestão e beneficia pacientes e médicos

MTM Tecnologia, especializada em soluções de mobilidade, ajudou a encurtar o tempo entre a solicitação e a realização de cirurgias no Hospital Santa Izabel, da Santa Casa de Misericórdia da Bahia. O seu sistema MEDT One possibilitou a gestão eficiente de informações cirúrgicas, acelerando o agendamento de cirurgias eletivas, beneficiando pacientes e aprimorando o trabalho dos médicos.

O controle dos registros de cirurgias do Hospital era feito em sistemas internos e a integração e a comunicação dessas informações não estavam funcionando adequadamente. Nem sempre as solicitações e os status chegavam rapidamente aos médicos ou às equipes de agendamento, segundo Mônica Bezerra, diretora Administrativa da Santa Casa da Bahia.

“Por isso, nosso objetivo era encontrar uma ferramenta capaz de integrar o fluxo de informações existentes nesse processo, agilizando ao máximo a relação entre a operação do hospital e dos profissionais”, aponta a executiva.

 O desafio do Hospital Santa Izabel foi identificado pela MTM em uma das visitas que costuma fazer a potenciais clientes. “Buscamos hospitais de tempos em tempos para estimular ideias e identificar necessidades latentes. Percebemos no Santa Izabel problemas no fluxo de agendamento cirúrgico e que todos envolvidos na cadeia sofriam com isso. Estudamos o caso e nossa solução se encaixou perfeitamente ao desafio”, diz Gustavo Perez, diretor-executivo da MTM Tecnologia.

Somente em dezembro de 2018, os cirurgiões que utilizaram o MEDT One tiveram aprovações das suas cirurgias 68% mais rápidas, o que contribuiu para índice de satisfação de 85% dos cirurgiões com o uso da solução, de acordo com Perez.

Entre os benefícios proporcionados pela solução está também a redução em quase 60% do número de ligações telefônicas entre os médicos e o hospital. Carine Orleans Albuquerque, coordenadora de Internamentos, Pré-Internamento e Gestão de Leitos do Hospital Santa Izabel, relata que antes, alguns processos exigiam ligações para o médico, informando que havia algum tipo de documento ou requerimento a ser ajustado.

“Agora, podemos notificá-los por meio do portal on-line e eles podem responder digitalmente. Esse recurso simplifica o trabalho e reduz consideravelmente o tempo necessário para darmos sequência ao fluxo de procedimentos para a realização das cirurgias”, explica Carine.

A tecnologia 

O MEDT é um sistema cloud e utiliza recursos de Inteligência Artificial (AI) e machine learning para a realização dos serviços de gestão e alertas. O aplicativo extrai dados não estruturados do sistema de gestão hospitalar para analisar e informar a situação dos procedimentos de cirurgias. Também sugere melhorias e apresenta resultados concretos a partir do histórico de dados.

Ele integra e organiza todos os dados do processo cirúrgico, desde a solicitação até a liberação dos pedidos, e os apresenta em uma única interface. As informações ficam disponíveis para visualização dos profissionais do hospital envolvidos no processo, dos cirurgiões e suas equipes via qualquer dispositivo conectado à internet, incluindo smartphones.

A tecnologia também reduz a necessidade de controles manuais, aumenta a visibilidade sobre o passo a passo de cada fase do agendamento cirúrgico, centraliza todas as fontes de informações e possibilita sua consulta, de forma simples e organizada, pelos médicos e gestores internos.

Automatizado, o sistema permite melhorar a governança das informações, agregando mais agilidade e segurança aos processos de agendamento cirúrgico. Assim, é possível aumentar os índices de satisfação de pacientes e cirurgiões, melhorando ainda os resultados do hospital ao antecipar receitas e reduzindo a ociosidade do centro cirúrgico e riscos de glosas por parte dos planos de saúde.

Mais de 60% dos médicos do Hospital Santa Izabel já usam a ferramenta e segundo análise feita no último trimestre de 2018, as cirurgias eletivas realizadas pelos médicos que utilizaram o MEDT One foram concluídas 22% mais rápido do que as cirurgias conduzidas pelos profissionais que não utilizaram a ferramenta.

FONTE: CW