ago 11

Healthtech cuidar.me lança plano para PMEs e reforça expansão

A healthtech cuidar.me, até então especializada em planos de saúde individuais, está expandindo sua atuação para o mercado B2B. A companhia anunciou, com exclusividade ao Startups, o lançamento de planos de saúde para pequenas e médias empresas com até 29 vidas – número de beneficiários – e projetos para atender corporações ainda maiores a partir do próximo ano.

Segundo o cofundador e diretor comercial, Raphael Garcia, a startup já tinha demanda de pequenos empresários desde que surgiu no mercado, em 2020. A estratégia foi se consolidar primeiro com os planos individuais para depois expandir o modelo. Há cerca de 3 meses, a cuidar.me lançou o piloto B2B com alguns corretores parceiros e, segundo Raphael, a adesão ao produto tem crescido cerca de 96% mês a mês.

Sem abrir números específicos, o executivo afirma que as PMEs são hoje 10% da base e que a projeção é expandir para pelo menos 25% até o fim do ano. “Tem um espaço gigante para crescer na nossa região [Grande São Paulo] e queremos aproveitar essa oportunidade”, diz Raphael. Para 2023, o serviço deve ser ampliado para empresas a partir de 30 vidas e, no curto prazo, de 100 a 500 beneficiários.

No mercado de planos de saúde corporativos, a cuidar.me disputa espaço com empresas como AliceSami e Vidalink. Como diferenciais, Raphael cita a tecnologia – que o empreendedor define como uma mistura entre humanização e algoritmo. Isso porque além de fazer a gestão clínica, conversando com os times dos hospitais para acompanhar a jornada do paciente, a startup também fala diretamente com o beneficiário ou sua família.

“Quando o paciente está passando por um diagnóstico ou uma internação, muitas vezes ele ou sua família ficam sem saber o que está acontecendo. O diferencial da cuidar.me é fazer a intermediação entre os prestadores e o beneficiário, porque queremos acolher essas pessoas”, diz Raphael.

Rafael Morgado (CFO), Danilo Fernandes (COO), Raphael Garcia (CFO) e Marcus Vinícius (CEO), da cuidar.me

Fundadores da cuidar.me: Rafael Morgado, Danilo Fernandes, Raphael Garcia e Marcus Vinícius (Foto: Divulgação/cuidar.me)

Novas estratégias

cuidar.me têm registrado um crescimento de 75% ao mês em volume de vidas atendidas. Segundo Raphael, boa parte desse avanço foi motivada pela abertura de um novo canal de venda: as corretoras. A parceria foi lançada no fim do ano passado e hoje cerca de 200 corretoras distribuem os planos da healthtech. Elas são responsáveis por mais de 80% da entrada de novos beneficiários.

“Tratamos o corretor quase como um cliente. É importante que ele tenha uma boa experiência com a marca e o produto”, diz o Raphael. Para isso, a healthtech oferece treinamento e assistência para os parceiros distribuírem seus serviços. Sem muitos detalhes, o executivo afirma ter planos de investir ainda mais no canal corretor  para garantir que ele “entenda cada vez mais a cuidar.me como um importante parceiro no dia a dia”.

Com a consolidação na cidade de São Paulo e em Jundiaí, a empresa se prepara para conquistar outros mercados. “Regiões localizadas em um raio de até 200 km de distância da capital tiveram um crescimento grande de população durante a pandemia, com muitas pessoas se mudando dos centros urbanos. Vemos um potencial de expansão para esses lugares”, afirma Raphael.

A primeira parte dessa estratégia foi chegar em Guarulhos, há cerca de 2 meses. “Tinha bastante procura. As pessoas não queriam ir até a capital [para ter o atendimento], então tinha uma demanda reprimida”, explica o executivo. A startup acaba de fechar um primeiro parceiro hospitalar em Campinas e pretende expandir para outras regiões, como Baixada Santista, no próximo ano. A ideia, segundo Raphael, é ter um time comercial local para conhecer de perto os parceiros e corretores.

Parceiro de peso

Para sustentar os avanços, a healthtech conta com um o apoio do Dr.Consulta, startup que oferece consultas médicas, exames e outros serviços de saúde. No ano passado, a companhia adquiriu 27,5% da cuidar.me por um valor não divulgado. “Escolhemos o Dr.Consulta como parceiro porque eles têm um conjunto de protocolos médicos e qualidade assistencial muito boa, além de uma capilaridade grande em São Paulo que nos ajuda a ter clínicas e centros médicos posicionados estrategicamente”, diz Raphael.

Ele define o Dr.Consulta como um “parceiro importante”, mas diz que a cuidar.me atua com autonomia. “O que mudou principalmente foi que antes a cuidar.me era uma operadora de plano de saúde hospitalar. Com a entrada do Dr.Consulta, passamos a oferecer também consultas e exames – a assistência completa”, pontua.

No início de agosto, o Dr. Consulta recebeu um aporte de R$ 170 milhões liderado pela gestora Kamaroopin. Segundo Raphael, a rodada também é uma boa notícia para a cuidar.me. “Boa parte desse capital será usado para alavancar a nossa operação”, diz o executivo. Quando o aporte foi anunciado, o Dr.Consulta confirmou os planos de reforçar sua atuação em planos de saúde para pequenas e médias empresas.

No total, a cuidar.me tem quase 25 hospitais parceiros e 30 clínicas e centros médicos distribuídos na Grande São Paulo. Com mais de 7 mil beneficiários na base, a projeção é fechar o ano com algo entre 12 mil e 15 mil vidas atendidas. Surfando a maré contrária do mercado, a companhia tem planos de aumentar o time. Hoje são cerca de 60 colaboradores, que devem chegar a mais de 70 pessoas no fim de agosto.

“A cuidar.me vive um momento de crescimento. Temos a cabeça muito pautada em eficiência e crescimento sustentável. Não tem aquela festa de sair gastando dinheiro a rodo”, argumenta Raphael. Segundo o empreendedor, a startup tem vagas abertas em diversas áreas do negócio, incluindo marketing, tecnologia e time de saúde.

FONTE: https://startups.com.br/noticias/exclusivo-healthtech-cuidar-me-lanca-plano-para-pmes-e-reforca-expansao/