Hackers descobrem 3 formas de invadir os satélites da Força Aérea dos EUA – e ganham US$ 50 mil por isso

A ação fez parte da competição anual Hack-A-Sat, realizada pela Força Espacial dos EUA como uma forma de testar a sua própria segurança.

Um grupo de hackers conseguiu invadir um satélite da Força Aérea dos EUA em órbita. A ação fez parte da competição anual Hack-A-Sat, realizada pela Força Espacial dos EUA como uma forma de testar a sua própria segurança.

Segundo o portal Business Insider, no desafio, que aconteceu no último fim de semana dentro da conferência internacional de hackers DEF CON, em Las Vegas, a equipe italiana mHACKeroni foi a vencedora – levando para casa um prêmio de US$ 50 mil (cerca de R$ 250 mil).

O evento é projetado para descobrir as lacunas nas defesas cibernéticas dos EUA antes que possam ser exploradas por rivais como Rússia e China. Pela primeira vez, os hackers foram solicitados a atacar um satélite real no espaço – o Moonlighter, que foi implantado especificamente para o evento.

Cinco equipes foram escolhidas entre mais de 700 candidatos. Os participantes tinham como missão invadir o satélite e construir um link de dados, mantendo as equipes concorrentes fora. Além da equipe italiana, o time polonês Poland Can Into Space ficou em segundo lugar, levando para casa US$ 30 mil, e a equipe jmp fs:[rcx], com hackers do Reino Unido e dos EUA, terminou na terceira colocação, com US$ 20 mil.

Embora o evento tenha sido programado, ele reflete uma crescente ameaça à segurança. A invasão de satélites pode causar problemas geopolíticos, como o visto em 2022, quando a Rússia atacou a empresa americana de satélites Viasat poucas horas antes de enviar suas tropas para a Ucrânia. O ataque resultou em uma perda significativa de comunicação ucraniana nos primeiros dias da invasão.

FONTE:

https://epocanegocios.globo.com/tecnologia/noticia/2023/08/hackers-descobrem-3-formas-de-invadir-os-satelites-da-forca-aerea-dos-eua-e-ganham-us-50-mil-por-isso.ghtml