mar 11

Gaúchos, vocês comeriam carne feita por uma impressora 3D?

Empresa imprime “filé” com propriedades nutricionais semelhantes de uma carne

Uma tecnologia em ascensão, que está aos poucos, se inserindo na indústria alimentícia, é a impressora 3D. A empresa Nova Meat, que fica na Europa, desenvolve carnes vegetarianas feitas com ervilha, arroz e alga marinha, através da impressora.

De acordo com reportagem da BBC, a impressora permite que os ingredientes sejam dispostos em filamentos. Diante disso, a técnica se assemelha as proteínas presentes na carne dos animais.

“Isso nos permite modular a textura do produto e mimetizar o sabor e as propriedades nutricionais de uma variedade de carnes e frutos do mar, assim como a aparência”, afirma Guiseppe Scionti, fundador da startup, para BBC News.

Em um futuro não tão distante, as carnes vegetais podem fazer parte rotineira no cardápio da população mundial. Além disso, a tecnologia das impressoras 3D está revolucionando diversos mercados no mundo inteiro. Segundo pesquisa feita em 2018, cerca de 1,4 milhões de impressoras foram vendidas no ano.

No mercado de aparelhos auditivos por exemplo, a tecnologia de impressão 3D já é capaz de produzir a maioria das peças do produto. A tendência é que a nova forma de produzir tome conta de outros mercados, inclusive o alimentício.

FONTE: ACUSTICO