abr 20

Flash Ventures investirá em 10 startups iniciantes latinas; 6 serão brasileiras

O fundo de investimento Flash Ventures anunciou que investirá em pelo menos dez startups na América Latina neste ano, seis delas no Brasil. Com isso, dobrará sua presença atual na região. Seu foco são empresas do tipo pré-seed (iniciantes), com investimentos iniciais a partir de U$ 500 mil por negócio.

O fundo conta hoje com mais de 30 empresas no portfólio em todos os continentes. Entre elas, cinco são brasileiras, como a Barte, uma plataforma de pagamentos B2B, e a fintech Blipay, ambas já em operação. Outras duas nacionais — a Compensa e a Lunix — lançarão seus produtos em breve. A Flash ainda investe em uma startup brasileira e outras duas na América Latina, com seus nomes mantidos em sigilo.

“O mercado brasileiro de empreendedorismo faz parte de um contexto regional maior, com investidores globais acordando para o fato de que a América Latina tem potencial para ser um dos motores mundiais do capital de risco, e não apenas uma opção de diversificação de portfólio”, diz o diretor da Flash Ventures no Brasil, André Iaconelli, ao justificar o aumento dos aportes no comunicado à imprensa.

O executivo diz que a Flash prefere investir em empreendedores, e não necessariamente em empresas. “E, por isso, nosso ponto de investimento ideal é bem diferente da maioria dos fundos. Buscamos por profissionais com alguma experiência relevante, que conheçam o universo das startups e que tenham muita paixão para construir algo realmente grande”, esclarece.

Brasil e América Latina bombando em investimentos para startups

De fato o momento é propício para o ecossistema brasileiro e também o latino. Em 2021, o investimento nas empresas de inovação brasileiras foi de US$ 9,238 bilhões (R$ 42,4 bilhões) de acordo com a consultoria Sling Hug. Durante o ano passado, 11 startups nacionais se tornarem unicórnios, isto é, com valor de mercado superior a US$ 1 bilhão. Pelo menos sete brasileiras – Nubank, QuintoAndar, Wild Life, Loft, C6 Bank, Mercado Bitcoin e Creditas – ocupam o atual top 10 da América Latina de startups unicórnio.

No começo desgte mês, a gestora Partners for Growth (PFG) anunciou que vai criar uma equipe para investir em venture debt (dívida de risco para startups) na América Latina. A empresa vai reservar US$ 30 milhões (R$ 138 milhões) para a região. Duas semanas depois, a japonesa Softbank disse que aumentará os investimentos em empresas latinas, injetando mais 2 bilhões (R$ 9,2 bilhões), chegando a US$ 10 bilhões (R$ 46,1 bilhões) investidos no continente desde 2019.

FONTE: https://canaltech.com.br/startup/flash-ventures-investira-em-10-startups-iniciantes-latinas-6-serao-brasileiras-214365/