mar 24

Fintechs do Brasil atraem mais de US$ 500 milhões em investimentos

As fintechs – startups de serviços financeiros – continuam a crescer e a atrair investimentos. No Brasil, não é diferente. Nos primeiros meses de 2021, foram investidos mais de US$ 500 milhões (ou R$ 2,8 bilhão na cotação atual) nas fintechs do país. Até agora, já foram realizados 11 investimentos em startups do tipo.

 Para se ter dimensão, o valor já representa 25% do total aplicado em startups do setor financeiro em 2020, um recorde para o período. Os números são do relatório mensal do Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado da empresa de inovação aberta Distrito.

A carteira digital RecargaPay, por exemplo, levantou US$ 70 milhões com fundos de investimento estrangeiros. Outro destaque do período foi o aporte de US$ 18,5 milhões do Banco BV na Trademaster, fintech de crédito para pequenas e médias empresas.

Carteira digital RecargaPay foi uma das fintechs do país com maior investimento no início de 2021. Foto: lidiasilva/Shutterstock

Segundo Tiago Ávila, que lidera o Distrito Dataminer, cada vez mais startups tentam “abocanhar uma fatia do mercado” ao lançar serviços financeiros, mesmo aquelas que cujo core business está em outros setores, como varejo, por exemplo.

Ainda segundo o relatório há ao menos 166 fintechs atuando no setor de meios de pagamento, isso significa 16,3% das mais de mil fintechs brasileiras mapeadas pela Distrito.

Representatividade na América Latina

De acordo com outro estudo, publicado pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS), o Brasil concentra cerca de 50,5% dos negócios de fintechs na América Latina. Este número soma investimentos, negociações e financiamentos neste mercado.

 Entre 2015 e 2018, o mercado brasileiro de fintechs movimentou quase US$ 2,5 bilhões em acordos de investimento e outras negociações com startups financeiras. Este é o número mais expressivo entre os países da região. A Colômbia, que ficou na segunda colocação, atingiu pouco mais de um US$ 1 bilhão no período.
 O Brasil também lidera o número de negócios fechados neste mercado: são 222 acordos em cerca de quatro anos analisados.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/03/24/pro/fintechs-do-brasil-atraem-mais-de-us-500-milhoes-em-investimentos/