jan 17

Fintech oferece crédito mais barato para empresas que pagam no débito automático

O modelo é parecido com o crédito consignado para pessoas físicas, em que as parcelas são debitadas automaticamente do salário, a taxas mais baratas

Sua empresa precisa de um empréstimo mais barato? Uma fintech, startup de serviços financeiros, criou um modelo de crédito para pequenas e médias companhias que pode ser uma alternativa.

A Mova — fintech de empréstimo entre pessoas (peer to peer, do termo em inglês), que conecta investidores a tomadores de crédito — desconta as parcelas automaticamente das futuras vendas da empresa. Como dispões dessa garantia, que reduz o risco de inadimplência, a plataforma consegue estruturar um empréstimo com juros mais baixos.

O modelo é parecido com o crédito consignado para pessoas físicas, em que as parcelas são debitadas automaticamente do salário, a taxas mais baratas.

A empresa BSA Esquadrias foi a primeira a tomar crédito por essa modalidade. A companhia pegou R$ 52 mil emprestados para investir no negócio, por uma taxa de juros de 1,47% ao mês. Sem débito automático, a taxa de juros seria de 2,50% ao mês, acima do que a empresa estava disposta a pagar. Isso significa que a parcela caiu de R$ 2.907 para R$ 2.587 e, ao final de 24 meses, a economia será de R$ 7.691.

Na outra ponta, investidores que emprestam o seu dinheiro recebem uma taxa de juros menor como remuneração, em troca de risco mais baixo. Com esse tipo de estrutura, o investidor não depende apenas da análise de crédito da fintech para receber seu dinheiro de volta, mas também da qualidade da garantia.

FONTE: VALOR INVESTE