maio 15

Falcon 9 completa testes antes de próximo lançamento da Starlink

Foguete da SpaceX passou nos testes de segurança e está pronto para levar uma nova frota de satélites para o espaço

SpaceX testou com sucesso um foguete Falcon 9 nesta quarta-feira (13), durante sua fase de preparação para o lançamento de uma nova frota de satélites de internet Starlink neste fim de semana. A decolagem está marcada para às 3h53 da madrugada de domingo (17) no horário local, ou 2h53 da manhã pelo horário de Brasília.

O veículo da SpaceX ligou os nove motores Merlin de seu primeiro estágio para um breve teste estático de incêndio no topo de uma plataforma da Estação da Força Aérea, em Cabo Canaveral, na Flórida.

Os testes de tiro estático são verificações rotineiras que a SpaceX faz para garantir que seus foguetes estão prontos para decolar. O Falcon 9 já fez quatro voos antes da viagem marcada para domingo, lançando duas outras missões Starlink, a missão Iridium-8 em 2019 e o satélite Telstar 18 VANTAGE em 2018.

Frota da SpaceX

Nesta próxima missão, o Falcon 9 levará 60 satélites Starlink para a crescente constelação de satélites de internet banda larga da SpaceX. A empresa já possui 422 deles em órbita até o momento, tornando-se o maior operador de frotas de satélites do mundo atualmente. A frota é tão grande que costuma ser confundida com OVNIs.

A próxima missão Starlink será a oitava da SpaceX desde meados de 2019 e elevará o número de satélites em órbita para 482. A constelação de satélites foi projetada para levar internet de alta velocidade a usuários de todo o mundo.

De acordo com Elon Musk, CEO da SpaceX, seriam necessários pelo menos 400 satélites da empresa para iniciar o serviço de internet, e 800 deles para uma cobertura moderada. Esse serviço será acessível por meio de um terminal terrestre. A empresa pretende lançar 12 mil satélites Starlink para a constelação principal.

O lançamento de domingo marcará a segunda vez que um propulsor da SpaceX faz sua quinta viagem espacial – a primeira foi em março deste ano. O Falcon 9 de 70 metros de altura é um foguete de dois estágios capaz de trazer seu primeiro estágio de volta para a Terra para um pouso em plataforma terrestre ou naval.

Os propulsores do Falcon 9 são reutilizados desde 2017. O reaproveitamento de partes é uma marca registrada da tecnologia de foguetes da SpaceX, feita para economizar nos custos de voos espaciais.

FONTE: olhardigital.com.br