jun 12

EUA investem US$ 225 mil para integrar criptomoeda à economia

Órgão do governo decidiu financiar a startup KRNC por estar interessado em explorar novas maneiras de melhorar a segurança das transações digitais

A National Science Foundation, órgão independente do governo dos EUA, doou US$ 225 mil à startup de blockchain Key Retroactivity Network Consensus (KRNC) para estudar a viabilidade de integrar criptomoeda à economia americana.

No entanto, isso não significa que os EUA irão migrar seu dinheiro tradicional para um dólar digital baseado em blockchain, como reporta o CoinDesk, site de notícias sobre moedas digitais. O órgão americano decidiu financiar a KRNC por estar interessado em explorar novas maneiras de melhorar a segurança das transações digitais.

O protocolo que a startup desenvolve distribuiria gratuitamente aos usuários uma nova criptomoeda proporcional à sua riqueza já existente, em vez de exigir que comprem ou explorem novas moedas digitais. Em outras palavras, isso não tornaria as pessoas mais ricas, mas concederia a elas um meio alternativo de transferir fundos online.

“Nosso financiamento desse protocolo não deve ser mal interpretado como um endosso de qualquer iniciativa para atualizar o dólar americano ou torná-lo mais parecido com bitcoin ou qualquer outra criptomoeda”, disse Anna Brady-Estevez, gerente da National Science Foundation.

FONTE: olhardigital.com.br