nov 09

Estée Lauder minimiza desperdícios com impressão 3D

Exemplo de como a impressão 3D auxilia na criação de um frasco Jo Malone London – Estée Lauder

Enquanto muitas marcas de beleza se voltam para a tecnologia para melhorar a sua experiência de retalho, a Estée Lauder Companies está a usá-la no seu processo de fabrico.

A gigante da beleza, que conta com marcas como MAC, Clinique, Jo Malone e Too Faced no seu portefólio, tem usado a tecnologia de impressão 3D na sua fábrica Whitman, baseada no Reino Unido, fazendo com que a empresa supere vários desafios de engenharia.

A tecnologia de impressão 3D permitiu à Estée Lauder criar e imprimir novas partes, desenhos e acessórios in-house, de uma forma mais eficiente em termos de tempo e custo e, ao mesmo tempo, reduzindo o desperdício.

“Embora a nossa principal razão para adotar a nova tecnologia de impressão 3D seja acompanhar as mais recentes inovações no processo de fabrico, a impressão 3D também nos está a ajudar a resolver mais rapidamente e de forma mais eficiente muitos mais desafios do que imaginávamos”, explicou Chris Lee, Engenheiro de Processos na fábrica Whitman, da ELC.

Com a impressão 3D, as partes são construídas camada por camada em vez de serem feitas à máquina, à partir de blocos maiores de material, que causam desperdício.

Além disso, Lee explicou que “agora é possível projetar e testar novas peças em horas, em vez de semanas ou meses, e por apenas 1,31 dólar a peça, em vez de milhares de libras”.

A Estée Lauder tem utilizado a tecnologia nos frascos de 30 ml do perfume Jo Malone London para alinhamento de rótulos do frasco, bem como parte da montagem do seu Advanced Night Repair Recovery Complex, para garantir a centralização precisa das pipetas de vidro antes da inserção no vidro.

A empresa com sede em Nova Iorque já havia expressado anteriormente o seu interesse em adotar medidas para garantir um planeta mais saudável. Em 2016, prometeu alcançar uma meta líquida de carbono zero até 2020.

FONTE:  FASHION NET WORK