nov 20

Estados nacionais lutam para conquistar e manter a hegemonia no espaço

*escrito com Uallace Moreira

As operadoras de telecomunicações estatais da China – China Telecom’s – planejam cerca de 10.000 satélites para criar uma nova rede StarNet e apostar na sua reivindicação da órbita terrestre em relação aos EUA. Essa estratégia da China é uma resposta à afirmação de Elon Musk de que, com 775 satélites instalados e funcionando em órbita, sua empresa SpaceX ultrapassou a NASA como a maior operadora de satélites do mundo. O presidente Xi Jinping aprovou o novo programa de exploração espacial de cinco anos para 2025 no início deste ano. O plano reunirá empresas estatais e entidades privadas e visa acompanhar o ritmo dos EUA e da SpaceX em uma nova corrida para lançar satélites e outras espaçonaves. Os Satélites são essenciais na guerra Telecom, e a China, Japão e Coreia têm destinado substanciais recursos para investir nesse setor. Através de forte investimento em inovação, a Coreia do Sul começa a desenvolver seu primeiro satélite totalmente militar. O primeiro satélite de comunicações militares da Coreia do Sul já foi lançado com sucesso no espaço. Esse investimento coloca a Coreia do Sul na décima posição do mundo em possuir um satélite de comunicações apenas para fins militares.

A China, com seu Projeto Aeroespacial, o National Star Aerospace (Guoxing Yuhang) anunciou que tem o objetivo de lançar 10.000 satélites dentro de 10 anos. Por enquanto, já houve seis missões espaciais com lançamentos de nove satélites executados por inteligência artificial. No Japão, em 2019, o governo anunciou esforços para construir um ecossistema para startups relacionadas ao espaço, formando alianças com as grandes empresas do país. Conhecida como “New Space”, a indústria abrangeria desde o lançamento de foguetes até o fornecimento de serviços baseados em satélite para as empresas. No Japão, os líderes na arena espacial comercial são grandes empresas estabelecidas com capacidades tecnológicas comprovadas, como a Toyota Motor (Zaibatsu).

FONTE: https://www.paulogala.com.br/estados-nacionais-lutam-para-conquistar-e-manter-a-hegemonia-no-espaco/?fbclid=IwAR0PLRGPHJw5nGCg6qx9d0e1tvjnLS7DgV5C9h6cw9kO0OCN7XVpZClsoeI