set 21

Engenheiros combinam concreto e madeira para imprimir casas em 3D

Engenheiros da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, apresentaram a primeira casa impressa em 3D que combina o uso de concreto e madeira. A residência híbrida que está sendo construída em Houston possui dois andares e abriga uma família com até quatro pessoas.

Segundo os projetistas, esse design que conecta elementos estruturais compostos por um concreto especial utilizado em impressoras 3D e molduras convencionais de madeira, ajuda a evitar o desperdício de materiais e a tornar os edifícios mais eficientes e resistentes a eventos climáticos.

“Nossa abordagem de construção híbrida cria um sistema que é estruturalmente mais eficiente, facilmente replicável e materialmente responsivo. O projeto também tem potencial para o desenvolvimento de componentes arquitetônicos personalizados, atendendo às necessidades dos proprietários”, explica a professora de arquitetura Leslie Lok, coautora do projeto.

Casa impressa

A casa impressa em 3D idealizada pelos engenheiros possui três quartos e três banheiros, divididos em dois andares que se conectam por meio de uma escada central. Além disso, a moradia também conta com uma garagem ampla para dois carros e uma chaminé com mais de 12 metros de altura.

Canteiro de obras da casa impressa em 3D em Houston, nos EUA (Imagem: Reprodução/Cornell University)

Com isolamento térmico feito à base de espuma e um sistema de aquecimento e ventilação, facilmente encontrados em edifícios comerciais de alvenaria, as casas impressas em 3D podem se tornar uma alternativa viável para o desenvolvimento de conjuntos habitacionais multifamiliares.

“Esse sistema também pode acelerar os prazos de construção e reduzir os custos, já que as impressoras de concreto podem ser operadas por apenas três ou quatro pessoas, além de minimizar o desperdício, pois o material pode ser misturado e aplicado sob demanda”, acrescenta o designer Sasa Zivkovic, coautor do estudo.

Arquitetura sustentável

Além de integrar a impressão em 3D com molduras de madeira, o projeto também prevê a utilização de materiais recicláveis. Na casa construída em Houston, os engenheiros usaram cimento com uma pegada de carbono menor, feito com uma mistura de cinzas, dejetos e outros subprodutos industriais.

Renderização mostra como a casa ficará depois de pronta (Imagem: Reprodução/Cornell University)

Outra vantagem é que a estrutura de madeira foi fabricada com árvores de reflorestamento, reduzido drasticamente o impacto ambiental já que não há a utilização de processos extrativistas que incentivam o desmatamento em regiões já degradadas pela ação da indústria da construção civil.

“Nosso projeto otimiza o uso de ambos os materiais, aproveitando o que há de melhor tanto no concreto impresso, quanto na madeira estrutural. Esse sistema melhora o potencial de design das residências, uma vez que esses elementos são aplicados em conjunto e de maneira muito mais consciente”, encerra Leslie Lok.

FONTE: https://canaltech.com.br/inovacao/engenheiros-combinam-concreto-e-madeira-para-imprimir-casas-em-3d-225448/