maio 04

Embrapa diz que blockchain é uma das bases para o futuro da agricultura brasileira

Ao lado de biotecnologia e produção sustentável, blockchain deverá ser uma das tecnologias fundamentais para inovações no setor ao longo das próximas décadas

A tecnologia do blockchain foi apontada pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) como um dos alicerces para uma nova agricultura brasileira, ao lado de inovações com biotecnologia e produção sustentável. A análise foi feita no documento “Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2021”, publicado no dia 29 de abril no Diário Oficial da União.

Segunda a Embrapa, os avanços recentes e as tendências para o futuro da agricultura brasileira “apontam para a oportunidade” de nova transformação agrícola baseada em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Esta nova agricultura terá como “alicerce os avanços na fronteira do conhecimento em temas como biotecnologia (com destaque para a edição genômica), intensificação sustentável (sobretudo os sistemas integrados de lavoura, pecuária e floresta – ILPF), tecnologias digitais (com predominância do uso de drones, sensores, internet das coisas – IoT, inteligência artificial e blockchain), bioeconomia (com destaque para insumos biológicos), gestão de risco e convergência tecnológica”.

A empresa afirma que essa série de tecnologias deve gerar mais valor para as cadeias produtivas e para a sociedade, segurança vinda de produtos melhores e, por isso, poderá garantir a segurança alimentar da sociedade brasileira, “provendo a preservação da base dos recursos naturais”.

Essas análises estão no Plano Diretor da Embrapa (PDE) 2020 – 2030. O PDE é o documento orientador que define as diretrizes de atuação da empresa, traçando os rumos da instituição, em médio e longo prazo, e “reflete os esforços contínuos de leitura da realidade da agricultura nacional e global, focando nos principais desafios presentes e futuros para a pesquisa e inovação agropecuária que contribuam para o desenvolvimento sustentável”.

Objetivos da Embrapa

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), dotada de personalidade jurídica de direito privado, com patrimônio próprio e autonomia administrativa e financeira.

A Empresa foi prevista na Lei nº 5.851/1972 e criada em 26 de abril de 1973 e está registrada na Junta Comercial do Distrito Federal.

Tem por objeto social promover, estimular, coordenar e executar atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação, com o objetivo de produzir conhecimentos e tecnologias para o desenvolvimento do País; promover e executar atividades de transferência de conhecimentos e de tecnologias referentes às ações de pesquisa, desenvolvimento e inovação; e dar apoio técnico e administrativo a órgãos do Poder Executivo, com atribuições de formulação, orientação e coordenação da política agrícola e demais políticas de ciência e tecnologia no setor agropecuário.

FONTE: https://portaldobitcoin.uol.com.br/embrapa-diz-que-blockchain-e-uma-das-bases-para-o-futuro-da-agricultura-brasileira/