dez 09

Elon Musk lança satélites para rival da SpaceX

A OneWeb está construindo uma constelação de banda larga que contará com 648 satélites, o suficiente para ocupar o segundo lugar no ranking liderado pela Starlink – que já tem bem mais de três mil equipamentos em funcionamento.

Nesta quinta-feira (8), a SpaceX vai lançar à órbita uma série de equipamentos da companhia britânica OneWeb. Ela é a principal concorrente da Starlink, que pertence à empresa de Elon Musk, no ramo de internet banda larga via satélite.

A OneWeb está construindo uma constelação de banda larga que contará com 648 satélites, o suficiente para ocupar o segundo lugar no ranking liderado pela Starlink – que já tem bem mais de três mil equipamentos em funcionamento. Imagem: T. Schneider – Shutterstock

Um foguete Falcon 9 transportando 40 satélites OneWeb está programado para decolar do Centro Espacial Kennedy (KSC), da NASA, na Flórida, às 19h27 (pelo horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo canal da SpaceX no YouTube começando 15 minutos antes.

Se tudo correr conforme o planejado, o primeiro estágio do foguete voltará para um pouso na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, que fica ao lado do KSC, pouco menos de oito minutos após a decolagem.

De acordo com um comunicado da SpaceX, este será o quarto lançamento deste propulsor em particular, que já foi usado: em uma missão de carga para a Estação Espacial Internacional (ISS), em dezembro de 2021; no envio do satélite Hotbird 13F para uma órbita geoestacionária, em outubro deste ano, e numa missão Starlink, mais recentemente.

Por sua vez, o estágio superior do Falcon 9 seguirá viagem por aproximadamente uma hora, até implantar os satélites OneWeb em órbita. Segundo o site Space.com, a OneWeb está construindo uma constelação de banda larga que contará com 648 satélites, o suficiente para ocupar o segundo lugar no ranking liderado pela Starlink – que já tem bem mais de três mil equipamentos em funcionamento.

Até o momento, cerca de 460 espaçonaves OneWeb atingiram a órbita, a grande maioria delas no topo de foguetes russos Soyuz, operados pela empresa francesa Arianespace.

Esse contrato entre a Rússia e a França, no entanto, se desfez depois que o país governado por Vladimir Putin invadiu a Ucrânia, em fevereiro, deixando uma lacuna de lançamento para a OneWeb.

Assim, a empresa fechou acordos com a SpaceX e a New Space India Limited (NSIL). Enquanto a empresa indiana já prestou, no fim de outubro, esta será a missão de estreia da SpaceX levando satélites OneWeb.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2022/12/08/ciencia-e-espaco/spacex-lanca-satelites-de-internet-de-empresa-rival-assista/