abr 19

Dos móveis aos copos, bar é totalmente impresso em 3D

Bar foi aberto em 2015 e segue em “impressão” constante. Foto: Reprodução/L’Ex-Design Project Bar

Se você pensa que já viu (e ouviu) de tudo quando se fala em impressão em três dimensões vai ficar surpreso com o projeto do L’Ex-Designer Project Bar. Em “impressão” desde 2015 em Barcelona, Espanha, o bar é formado por mobiliário, acabamentos e até louças impressas em 3D e possibilita uma experiência inédita para seus visitantes. Isso porque o espaço está inacabado e em “construção” constante, permitindo aos clientes acompanharem o processo de impressão de um copo ou prato – realizada por três impressoras que compõem a decoração do espaço – enquanto desfrutam sua bebida ou comida.

O projeto do bar é do designer catalão Martí Guixé, especializado em designer de produto e de interiores, que concebeu a ideia ainda em 2001. O objetivo do espaço é o de “construir uma nova percepção de design, a partir da tecnologia, inovação e ficção, definindo uma nova relação entre cultura, arte e negócios”, como descreve ele no site do bar.

O bar

Localizado em um imóvel de 90 m², o L’Ex-Designer Project Bar é caracterizado pela inexistência de parte do espaço, como descreve o engenheiro e mestre em Design Luiz Mileck, idealizador do Coletivo Alimentar e representante do Brasil na Rede Latino Americana de Food Design, que visitou o bar.

“Mas logo se percebe que ele está, literalmente, sendo construído. Três impressoras 3D funcionam sem parar e produzem os utensílios, os copos, as prateleiras, os bancos e até os revestimentos das paredes do bar”, detalha.

Acabamentos e revestimentos são impressos em PLA, material à base de amido de milho. Foto: Reprodução/L’Ex-Design Project Bar

O ambiente interno é impresso em PLA, material à base de amido de milho cinza. Os copos, pratos e demais utensílios da cozinha, por sua vez, são impressos em ABS modificado (um tipo de resina), adaptado e certificado para uso médico e gastronômico.

Mesmo com uma proposta totalmente inesperada, o bar “é um espaço pouco conhecido em Barcelona”, como explica Guixé ao visitante brasileiro – no dia em que Mileck esteve no L’Ex-Designer, o responsável pelo atendimento do bar estava doente, o que fez com que o próprio designer e criador do espaço estivesse servindo os clientes. Muitos deles, inclusive, são designers e estrangeiros. “O bar é uma espécie de refúgio estético das experiências cotidianas e pasteurizadas dos outros bares em Barcelona”, avalia Mileck.

A previsão é a de que a impressão completa do L’Ex-Designer Project Bar seja finalizada em dois ou três anos. Até lá, ele seguirá atendendo aos clientes e apresentando um cardápio simples, com petiscos, cervejas, vinhos e drinks. As comidas ainda não são impressas, mas o objetivo de Guixé é o de que, finalizada a estrutura física do bar, as impressoras passem a ser utilizadas para imprimir os pratos do cardápio.

Mobiliário também é impresso em três dimensões. Quando o restaurante estiver concluído, até as comidas serão impressas em 3D. Foto: Reprodução/L’Ex-Design Project Bar

“Neste projeto, o designer Martí Guixé consegue provocar o pensamento aparentemente estabelecido do que seria a Food Design, porém sem chamar atenção para esta reflexão profunda em frequentadores comuns, mais interessados em seus comes, bebes e impressoras 3D”, resume Mileck.

FONTE: HAUS