jul 25

Designer produz móveis impressos em 3D feitos 100% de resíduos plásticos

O design sustentável feito de materiais reciclados é mais do que apenas a conversão de objetos descartados. O designer de produto Dirk Vander Kooijs produz belos móveis, luminárias e objetos de interiores como exemplos de como se pode transforar o lixo plástico em algo excepcional.

O designer holandês teve uma ideia bastante simples, que até ele mesmo questiona por que ninguém a teve antes: Vander Kooij produz móveis impressos em 3D feitos com 100% de resíduos plásticos. Ele pode parecer modesto em entrevistas, mas com seus móveis e por meio de exposições no MoMA de Nova York e no Vitra Museum, conquistou fama internacional.

O portal online alemão Wand und Beet escreve:

”O que quer que Vander Kooij toque, tem um visual fresco, individualista, quase vanguardista. Não são móveis do dia-a-dia, mas móveis como algo saído de um laboratório do futuro, móveis de amanhã para pessoas contemporâneas, práticos e nada fanfarrões.”

Uma nova forma de artesanato em móveis

Uma impressora 3D de 30 anos inspirou Vander Kooji em seu projeto final na Design Academy em Eindhoven, onde estudou de 2005 a 2010. A impressora laboriosamente teceu fios para frente e para trás com grande precisão e criou formas, porém em baixa resolução. Primeiro ele teve que aceitar as limitações das máquinas antigas, que o produto fica um pouco pixelizado, e depois usar a materialidade que surgiu no processo de impressão como um recurso de design.

Então, algo notável surgiu. Nas suas próprias palavras: “Quando se aceita a baixa resolução das estruturas e aprende-se a apreciá-la, sem tentar escondê-la, então o produto torna-se uma verdadeira peça de joalharia”.

Uma das desvantagens da impressora era que ela não conseguia produzir objetos maiores, como móveis. Um braço robótico da indústria automobilística tornou isso possível. Antes de poder imprimir o primeiro móvel, ele passou 18 meses ajustando o robô. A construção e remodelação de máquinas não é apenas uma fonte de inspiração, mas a base do seu trabalho.

A máquina geralmente vem primeiro e depois o projeto é desenvolvido. Dirk Vander Kooji chegou a dizer em uma entrevista que construtor de máquinas ou mesmo inovador seria um título profissional mais adequado do que designer.

Cadeiras, mesas e luminárias – cada peça de mobiliário é única

A matéria-prima dos móveis Vander Koojis é o pó de plástico de geladeiras velhas trituradas. A máquina de impressão transforma o pó de plástico em plástico líquido e, em seguida, é impresso em um único fio longo em vasos, luminárias, mesas ou cadeiras. A máquina precisa de cerca de 3 horas para uma cadeira. Os móveis ficam muito resistentes, e cada peça é única.

FONTE: https://www.stylourbano.com.br/designer-produz-moveis-impressos-em-3d-feitos-100-de-residuos-plasticos/