abr 26

Descubra a real importância da cultura data driven no e-commerce

Muito mais do que um termo que está em alta, data driven trata-se de uma cultura de trabalho cujo principal objetivo é estabelecer uma rotina baseada em análise de dados para qualquer tomada de decisão dentro de uma empresa. A chave para o sucesso é fazer o uso inteligente dessas informações para alavancar o seu negócio.

Engana-se quem pensa que essa solução é apenas para grandes empreendedores. A possibilidade de coletar e organizar dados também pode (e deve) ser feita nas pequenas e médias empresas. Isso porque o planejamento estratégico é criado e orientado por dados, facilitando a tomada de decisão e saindo do cenário de “achismos”. De acordo com a Cisco, o volume de dados cresce exponencialmente. A previsão é de que teremos três vezes mais dispositivos conectados do que a população global.

Assim, o principal objetivo do data science é diminuir as incertezas que afetam diretamente o e-commerce da empresa através da automatização de processos, um melhor entendimento desse grande volume de dados e a otimização de campanhas de marketing digital. Quando falamos sobre os benefícios da cultura data driven, vamos além das decisões mais confiantes. Falamos também sobre uma melhor segmentação do público-alvo, o que possibilita a criação de conteúdo direcionado e relevante a segmentos específicos de acordo com a base de clientes.

O processo permite um melhor levantamento do perfil dos usuários do site, incluindo suas preferências, canais de navegação e o que eles esperam das marcas com as quais pretendem negociar. Na verdade, esse mesmo processo possibilita também a melhoria de produtos com base nas mesmas preferências identificadas. Ou, ainda, entender o peso de uma menção negativa nas redes sociais e de novos entrantes no mercado.

Por que escolher uma cultura orientada para dados?

A possibilidade de acompanhar – em tempo real – o desenvolvimento do seu negócio e identificar pontos de melhoria em produtos e campanhas são fatores que realmente otimizam o seu e-commerce. Assim, há a possibilidade de ocorrer um verdadeiro impacto nas vendas e um crescimento duradouro calculado sob o Retorno Sobre Investimento (ROI). Infelizmente, poucas empresas estipulam corretamente essa métrica devido à falta de informações – mesmo que ela sirva para avaliar os ganhos investidos, principalmente na área de marketing.

Outra métrica tão importante quanto, mas pouco calculada com exatidão, é o Custo de Aquisição de Clientes (CAC). Sua análise identifica a viabilidade do modelo de negócio escolhido. De forma descomplicada, essa mensuração estratégica equivale ao quanto um cliente custa para a empresa, qual é o lucro gerado e em quais canais de aquisição compensa investir mais.

No entanto, quando a cultura da empresa é voltada para dados, é notável como esses cálculos se tornam cada vez mais fáceis e reais, além de permitir um entendimento autêntico de quanto cada ação custou, e se ela foi de fato lucrativa ou não. Tudo isso para que, em seguida, possam ser traçados os planos de ação que irão garantir uma prática de marketing mais rentável e lucrativa.

Benefícios da adoção da cultura data driven

De acordo com a revista Harvard Business Review, um estudo que avalia mil empresas da lista da Fortune, aproximadamente 48,4% das empresas afirmam que há uma redução de custos na implementação da cultura data driven.

Todavia, vale ressaltar que é necessário haver uma integração automática desses dados com as plataformas. Estas irão te auxiliar na análise dos principais indicadores de forma clara e sucinta, a fim de otimizar as horas operacionais desperdiçadas na criação de planilhas e relatórios em horas estratégicas para o seu time. O foco passa a ser apenas na estratégia para atingir vantagens competitivas, independentemente do tamanho da organização ou nicho de atuação.

Por fim, alguns dos benefícios da adoção do data driven são: rastreamento e entendimento do comportamento do consumidor, tomada de decisão a partir de informações concretas, previsão de tendências, otimização de campanhas, produtos e processos.

FONTE: https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/data-driven-no-e-commerce/