set 23

De IoT à IA, estudo mostra maturidade digital das empresas brasileiras

Pesquisa TIC Empresas 2021, do CGI.br, aponta que 39% das grandes companhias brasileiras automatizam seus processos

 

Compassionate Eye Foundation/Getty Images
Em um cenário de digitalização acelerada, é preciso aumentar o acesso à tecnologia pois ela traz eficiência, riquezas e infinitas possibilidades, aponta a TIC Empresas 2021

Aumentou o percentual de companhias brasileiras que utilizam inteligência artificial para automatizar processos. A constatação é da Pesquisa TIC Empresas 2021, desenvolvida pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). O estudo anual, feito desde 2005, também identificou aumento na aplicação de plataformas de Internet das Coisas (IoT).

Em 2021, 13% das empresas adotaram algum tipo de tecnologia de IA, algo que se revelou mais frequente nas grandes companhias (39%). Entre os usos mais citados estiveram a automatização de processos de fluxo de trabalho (em 73% das empresas que usam IA), seguido pelo reconhecimento e processamento de imagens (32%).

O levantamento mostrou, ainda, que 14% das empresas recorreram a algum tipo de tecnologia IoT, sobretudo as do setor de informação e comunicação (36%). A finalidade mais citada foi a de segurança de instalações, como sistemas de alarme, detectores de fumaça, travas de portas e câmeras de segurança inteligentes (85% das empresas que usam IoT), seguida por dispositivos para gerenciamento de consumo de energia, como medidores, termostatos ou lâmpadas inteligentes (44%).

Na edição de 2021, o estudo entrevistou 4.064 empresas, a coleta de dados ocorreu entre agosto de 2021 e abril de 2022. O estudo adota padrões internacionais estabelecidos por entidades tais como a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia.

E-commerce em alta

Outro dado da pesquisa, focado na digitalização, mostra que entre 2019 e 2021 – período marcado pela pandemia de COVID-19 – a proporção de empresas brasileiras que comercializaram produtos e serviços online cresceu de 57% para 73%.

Entre os pequenos negócios com até 49 funcionários a porcentagem dos que venderam pela internet subiu de 57% para 74% durante o período. Nas empresas médias a elevação foi de 58% para 67%, e nas de grande porte, de 52% para 68%. O estudo mostrou, ainda, que entre as empresas que venderam pela internet, os aplicativos de mensagens como o WhatsApp estiveram entre os principais canais utilizados (78%), sendo maior sua utilização entre as pequenas empresas (80%). Já entre as empresas grandes o uso de aplicações de mensagens aparece em menor proporção (54%), com preferência por canais mais tradicionais, como o e-mail (71%) e o site da empresa (55%).

“O meio de pagamento mais utilizado pelas empresas para vender pela internet foi o Pix, indicado por 82% das companhias entrevistadas. Entre os pequenos negócios a proporção foi de 83% O uso de aplicativos de mensagens nas vendas foi a forma encontrada por muitas empresas para contornar os efeitos da pandemia e em um contexto de distanciamento social. A popularização dos pagamentos por meio do Pix também é uma tendência importante revelada pelos indicadores da TIC Empresas”, avalia Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br|NIC.br.

FONTE: https://forbes.com.br/forbes-tech/2022/09/de-iot-a-ia-estudo-mostra-maturidade-digital-das-empresas-brasileiras/