abr 07

Data Fabric: descubra porque as empresas precisam dela cada dia mais

Data Fabric: descubra porque as empresas precisam dela cada dia mais

Os dados se tornaram importante ativo na sociedade da informação. Há quem os chame até de “o novo petróleo”. Não à toa conceitos como Big Data e Data Intelligence têm ganhado cada dia mais espaço e sentido no mundo corporativo. Com o objetivo de otimizar e ampliar o trabalho com dados, surge mais um conceito: o Data Fabric. Você já ouviu falar?

Ao contrário do que o nome pode sugerir, o Data Fabric não diz respeito a uma fábrica de dados em si, uma vez que ele não os produz, mas sim uma grande teia que sistematiza dados oriundos de diferentes plataformas de captação, de forma mais ágil e eficaz.

Dada sua importância e recente crescimento, este material vai explorar melhor o conceito, explicando como ele pode ser aproveitado por líderes e gestores para melhorar o desempenho da empresa. Além disso, conheceremos como, na prática, o data fabric pode ser aplicado e por meio de quais ferramentas.

Boa Leitura!

O que é Data Fabric?

Bem, o termo Data Fabric pode ser entendido como uma malha de dados. Dessa forma, ela consiste numa estratégia mais inteligente e precisa de trabalhar dados de forma integrada. Mais precisamente é um conceito emergente, relativamente novo e refere-se ao design de gerenciamento de dados para obter mais flexibilidade, reuso e aumento da integração das APIS e outras plataformas.

“Mas de onde vem a demanda do Data Fabric?” Como você deve saber, os dados geralmente ficam isolados em aplicativos diferentes. Assim, o Data Fabric realiza o cruzamento dessas informações por meio de análises contínuas, explorando de forma mais eficaz as potencialidades dessa informação.

Dessa forma, é a partir da análise embutida de leitura de metadados, com o Data Fabric, que é possível aprender quais dados estão sendo usados. Assim, o valor real da solução está na capacidade de fazer decisões acertadas e com melhores melhores dados, reduzindo gastos em até 70%, segundo Gartner.

Ainda sobre o termo, a Gartner o define como uma estratégia que aproveita os recursos humanos e da máquina para acessar dados no local ou apoiar sua consolidação quando apropriado.

Dessa forma, tais resultados oferecem melhor suporte à tomada de decisão reprojetada, fornecendo mais valor por meio de acesso e compreensão rápida do que as práticas tradicionais de gerenciamento de dados.

Numa perspectiva futura, a Gartner acredita que, até 2024, a implantação de data fabric vai quadruplicar a eficiência na utilização de dados,  enquanto reduz pela metade o envolvimento de humanos nas tarefas de gerenciamento de dados.

Por que as empresas precisam de um Data Fabric?

Dada a importância do Data Fabric no contexto atual de produção e armazenamento de dados, empresas têm o dado como principal ativo do seu negócio. Dessa forma, precisam dessa solução para aprimorar as formas como trabalham com tais informações para melhorar continuamente a performance da empresa no mercado em que atua.

Para se ter ideia, uma pesquisa da Gartner demonstra que até 68% dos dados não são analisados ​​na maioria das organizações e até 82%  das empresas são inibidos por informações agrupadas quase que isoladamente.

Com um Data Fabric, tanto os usuários do seu negócio, como os cientistas de dados podem ter acesso a informações mais confiáveis ​​e precisas, com maior agilidade. Isto servirá para seus aplicativos, análises, máquinas ou sistemas com Inteligência Artificial, seja em modelos de aprendizado de máquina ou de automação de processos de negócios. Tudo isso auxilia na obtenção de tomadas de decisões mais acertadas, além de impulsionar a transformação digital. 

Além disso, as equipes técnicas podem usar um data fabric para simplificar e facilitar o gerenciamento e a governança de dados em cenários configurados com dados híbridos e multicloud complexos, o que, por sua vez, reduz significativamente os custos e os riscos nas operações.

O que líderes e gestores precisam estar atentos sobre o Data Fabric?

Para agregar valor aos negócios por meio do mecanismo e estratégia  de data fabric, os líderes e gestores devem garantir uma base de tecnologia sólida, identificando os principais recursos necessários, além de avaliar as ferramentas de gerenciamento de dados existentes.

Assim, eles podem garantir um sistema de data fabric eficiente usando uma combinação de soluções construídas e compradas.

Por exemplo, eles podem optar por uma plataforma de gerenciamento de dados qualificada com 65-70% dos recursos necessários para unir um tecido de dados. Os recursos ausentes podem ser obtidos com uma solução desenvolvida internamente.

É preciso lembrar ainda que  a malha de dados não é apenas uma combinação de tecnologias tradicionais e contemporâneas, mas um conceito de design que muda completamente o foco das cargas de trabalho de humanos e máquinas.

Dessa forma, estar atento às novidades tecnológicas que surgem é crucial, uma vez que as tecnologias novas e futuras, como gráficos de conhecimento semântico, gerenciamento ativo de metadados e aprendizado de máquina incorporado (ML), são necessárias para realizar o design da malha de dados.

Onde é possível fazer uso do Data Fabric?

Vimos que o principal objetivo do Data Fabric é dar que empresas condições de fazer um gerenciamento de dados padronizado e mais eficientes, prevendo uma solução de armazenamento que pode ser aplicada em diferentes arquiteturas e plataformas.

Com isso, a principal vantagem é o método comum de tornar os dados disponíveis sem colocá-los em grupos ou limitar sua flexibilidade.

Nas empresas, portanto, o Data Fabric pode ser usado como o recurso que integra as plataformas de dados, Data Lakes, APIs, softwares diversos que podem ser usados com IoT, por exemplo.

Neste sentido, o Data Fabric pode disponibilizar um painel de controle único para gerenciamento de todos os dados, independentemente da plataforma ou localização.

De forma mais específica, o Data Fabric pode ser aplicado em:

1- Autoatendimento

A solução permite aos usuários acesso em tempo real e de autoatendimento aos dados. Assim, tais usuários de negócios gastam menos tempo encontrando os dados certos e mais tempo descobrindo insights acionáveis que levam a uma resposta mais rápida às mudanças do mercado.

2- Governança automatizada

O Data Fabric permite ainda a automatização da ativação e a aplicação de políticas e regras em todos os dados de forma consistente. Isto aumenta a visibilidade e a colaboração em qualquer cloud, reduzindo os riscos de conformidade.

3- Integração de dados multicloud

O Data Fabric permite que a empresa disponibilize dados confiáveis rapidamente em ambientes de dados híbridos e multicloud, automatizando a engenharia de dados para simplificar o acesso a eles, além de reutilizar os recursos de gerenciamento de dados para obter maior eficiência.

4- Visualização abrangente de um cenário de dados distribuídos

Como mencionado, o Data Fabric também possibilita a integração e unificação de dados. Ou seja, integrando e unificando os dados de forma inteligente em ambientes híbridos para fornecer dados confiáveis ​​e acelerar o time to value dos negócios.

5- Insights mais rápidos e precisos

Por fim, ele também permite que as ferramentas de gerenciamento de dados sejam consolidadas de forma mais eficiente, evitando duplicação de dados e facilitando o acesso a dados úteis e relevantes que promovam insights mais complexos.

Ferramentas do Data Fabric

Alinhadas com as possibilidades do que pode ser feito por uma solução Data Fabric, temos de forma mais didática as seguintes ferramentas que ela pode oferecer:

#1 Conhecimento aumentado – trata-se de uma camada de abstração que fornece um entendimento de negócios comum dos dados e automação para agir com base em insights;

#2 Integração inteligente – refere-se a uma variedade de estilos de integração para extrair, ingerir, transmitir, virtualizar e transformar dados, impulsionados por políticas de dados para maximizar o desempenho, minimizando os custos de armazenamento e de saída;

#3 Self-service – consiste em um marketplace que suporta o consumo de autoatendimento, permitindo que os usuários encontrem, colaborem e acessem dados de alta qualidade;

#4 Ciclo de vida de dados unificado – refere-se a um gerenciamento de ciclo de vida de ponta a ponta para editar, criar, testar e implementar os diversos recursos de uma malha de dados;

#5 Governança multimodal – como já mencionado, relaciona-se com a definição e aplicação unificadas de políticas, governança e administração de dados para um pipeline de dados prontos para os negócios;

#6 IA e nuvem híbrida – A Data Fabric fornece uma arquitetura modular desenvolvida com IA para ambientes de cloud híbrida.

Conclusão

Vimos que é sempre importante acompanhar as tendências no que diz respeito ao trabalho com dados para melhorar continuamente a performance da empresa, ter tomada de decisão mais acertada, com menor risco e mais confiabilidade no processamento de dados.

Vimos ainda, que nesse sentido, o Data Fabric desenha-se como solução promissora e em um futuro breve será um dos fatores das melhorias de trabalho com dados no mundo corporativo.

Entre as tantas possibilidades que a solução oferece, os destaques estão na capacidade de realizar uma governança multimodal, criando políticas de processos e protocolos ao mesmo tempo mais complexos e mais eficazes.

Outro diferencial apresentado no texto é a possibilidade de gerir e unificar dados oriundos de diversos sistemas e plataformas de captação de dados, o que permite ao gestor ou líder uma visão integrada e mais complexa sobre o desempenho do seu negócio.

Com essa informação, ele consegue compreender melhor  potencialidades e fragilidades na atuação do negócio e tomar medidas mais promissoras no sentido de melhorá-las.

FONTE: https://algartech.com/pt/blog/data-fabric/