jun 05

Cientistas criam inteligência artificial para encontrar novas estrelas

Usando dados do telescópio espacial Gaia, intenção é descobrir a origem da Via Láctea

Em busca de pistas sobre a formação da Via Láctea, pesquisadores da Universidade de Leeds, no Reino Unido, desenvolveram um sistema de inteligência artificial para procurar por novas estrelas utilizando dados do telescópio espacial Gaia. Após utilizar técnicas de aprendizado de máquina, foram encontradas mais de duas mil novas protoestrelas – estrelas infantis que se formam em nuvens de gás e poeira no espaço.

“Estamos combinando novas técnicas na maneira como os pesquisadores pesquisam e mapeiam a galáxia com formas de interrogar a montanha de dados produzidos pelo telescópio, o que está revolucionando nossa compreensão da galáxia”, afirmou Miguel Vioque, líder do estudo.

Os pesquisadores se concentraram em enormes estrelas, com massa de pelo menos o dobro da do nosso Sol, já que elas contribuem para o surgimento de novos astros. Após reduzir os dados, o grupo utilizou a ferramenta de inteligência artificial para criar uma lista com 2.226 possíveis protoestrelas. Por fim, validaram as informações examinando 145 delas em observatórios terrestres na Espanha e no Chile.

Antes da utilização do sistema, apenas 100 delas haviam sido catalogadas. Mesmo com esta “pequena” quantidade, os pesquisadores já tinham muitas informações sobre como os objetos celestes se formam. Agora, com as novas descobertas, é esperado que a compreensão sobre a Via Láctea cresça ainda mais.

FONTE: olhardigital.com.br