maio 20

Cientistas chineses criam câmera que registra imagens a 45 km de distância

Pesquisadores da Universidade de Ciência e Tecnologia da China desenvolveram uma câmera que capta imagens a longa distância. Segundo a pesquisa, o aparelho obtém o mesmo resultado até mesmo em situações de baixa visibilidade causada por clima ou poluição. O dispositivo tem o tamanho de uma caixa de sapatos e potencial de alcance de até 45 km de distância. Versões anteriores desse tipo de equipamento podem atingir no máximo 16 km de alcance, então a diferença é bastante considerável.

 Durante testes, a equipe montou a câmera no 20º andar de um prédio construído na ilha de Chongming, em Xangai, para captar imagens do Edifício de Aviação Civil de Pudong, localizado a cerca de 45 km de distância. O resultado do registro, bem como seu processo de detecção, podem ser conferidos na imagem a seguir:

O grupo de cientistas usou várias tecnologias para chegar a esse resultado, entre elas o sistema LiDAR, com um laser infravermelho de 1.550 nanômetros de comprimento que não causa danos à visão humana. Além disso, foi empregado um detector de fótons único aliado a um algoritmo de inteligência artificial para gerar as imagens. Os especialistas também ressaltaram que o efeito final da câmera “demonstra a capacidade superior do sistema LiDAR de fóton único de infravermelho na captação dos alvos através da poluição”.

A câmera desenvolvida pelos chineses poderá ser usada em várias situações, como sensoriamento remoto, vigilância aérea e identificação de pessoas e objetos. O projeto deverá abrir um novo caminho para a captação de imagens 3D a longa distância e, provavelmente, tirar a privacidade de muitas pessoas.

FONTE: TEC MUNDO