Cidade da China abriga 5 das 10 principais empresas globais de energia solar

Yiwu agora detém capacidade de produção de 35 gigawatts de células e painéis solares, o que corresponde a quase 20% do mercado global.

Cinco das dez principais empresas de energia solar do mundo estabeleceram bases de produção na cidade chinesa de Yiwu, impulsionando o setor fotovoltaico local com sólido apoio governamental. A produção das empresas de energia solar de grande porte em Yiwu, na província de Zhejiang, atingiu a marca de 87,2 bilhões de iuanes (US$ 11,9 bilhões) no último ano, representando mais de 30% da indústria de energia solar da província. A cidade agora detém uma capacidade de produção de 35 gigawatts de células e painéis solares, o que corresponde a quase 20% do mercado global.

O governo de Yiwu iniciou a promoção do desenvolvimento da indústria de energia solar já em 2015. No ano seguinte, a cidade inaugurou o Parque Industrial de Alta Tecnologia de Informação e Optoeletrônica de Yiwu, com o objetivo de atrair empresas e líderes do setor fotovoltaico. Empresas renomadas como a Jinko Solar, a JA Solar Technology (a segunda maior fabricante mundial de painéis solares), a Trina Solar e a Risen Energy encontraram ali seu lar.

A Risen Energy, em duas etapas de investimento, aplicou mais de 25 bilhões de iuanes em Yiwu. Mesmo com uma população de menos de 2 milhões de habitantes, a cidade oferece uma mão de obra suficiente, e o governo local está disposto a subsidiar a construção de instalações. Isso tem atraído diversas empresas do setor solar para Yiwu, como observado por Zhuang Yinghong, diretor global de marketing da Risen Energy, em entrevista à Yicai.

Zhuang enfatizou que “a principal consideração para estabelecer bases de produção de energia solar na China são os subsídios oferecidos pelos governos locais”. Ele acrescentou que Yiwu está em uma concorrência acirrada para atrair empresas, beneficiando-se do forte apoio do governo. A cidade auxilia as empresas de energia solar nas etapas iniciais de investimento, cobrindo custos de mão de obra, terras, água e eletricidade.

Shanghai Aiko Solar Energy, pioneira em energia solar em Yiwu, divulgou em seu relatório de ganhos de 2020 que recebeu aproximadamente 336 milhões de iuanes (US$ 46 milhões) do governo. Esses recursos foram destinados a equipamentos, desenvolvimento industrial, utilidades na base de produção, treinamento e outros incentivos.

A política de atração de investimentos do governo local, os serviços de apoio e as características regionais da cidade foram fatores determinantes para a JA Solar escolher Yiwu como base de produção, acrescentou o gerente da produção da empresa com sede em Pequim.

Além disso, como uma cidade de comércio internacional, Yiwu possui uma vantagem logística significativa. Localizada a cerca de 100 quilômetros do Porto de Ningbo, as mercadorias que passam pela liberação alfandegária em Yiwu evitam a necessidade de serem processadas novamente no porto, o que agiliza a exportação de produtos de energia solar.

Com projeções ambiciosas, o desenvolvimento contínuo da indústria de energia solar de Yiwu pretende elevar a produção total para 100 bilhões de iuanes (US$ 13,7 bilhões) até 2025. O objetivo é contar com cinco empresas líderes, cada uma com produção superior a 10 bilhões de iuanes, de acordo com o plano de desenvolvimento de 2020. Além disso, a cidade almeja cultivar um grupo de empresas em ascensão, com produção superior a 1 bilhão de iuanes cada uma.

FONTE: https://exame.com/mundo/cidade-da-china-abriga-cinco-das-10-principais-empresas-globais-de-energia-solar/


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0