abr 14

Cheiro aumenta a sensação de realismo em ambientes de RV, dizem cientistas

Pesquisadores da Organização de Pesquisa Científica e Industrial (CSIRO), na Austrália, descobriram que o cheiro pode aumentar significativamente a sensação de realismo e de presença espacial dentro de ambientes de realidade virtual (RV), tornando a experiência muito mais imersiva.

Segundo os cientistas, o sentido humano que até então possuía menos relação direta com sistemas de realidade virtual e aumentada, seria a chave para transformar mundos digitais em ambientes mais realistas, aproximando-os do mundo físico como nunca se viu antes.

“Durante os testes que realizamos no ambiente controlado do laboratório, os participantes do estudo disseram que o cheiro aumentou a sensação de estar presencialmente na realidade virtual, como se eles realmente fizessem parte do que estava sendo mostrado diante dos seus olhos”, explica o professor de biologia Nicholas Archer.

Resident Evil 7

Para provar que o cheiro poderia ampliar a sensação de realismo e potencializar a presença espacial dos voluntários dentro de ambientes de realidade virtual, os pesquisadores australianos usaram uma versão do jogo Resident Evil 7 rodando na plataforma PlayStation VR.

Os participantes do estudo jogaram um pequeno segmento desde o início do jogo, testando as reações com e sem cheiro. Enquanto estavam imersos na jogatina, os pesquisadores utilizaram uma mistura com quatro odores específicos — floresta, fumaça, algo podre e umidade.

“Ao longo da experiência, nós medimos as respostas fisiológicas dos jogadores, como frequência cardíaca, atividade eletrodérmica e temperatura, utilizando uma pulseira inteligente. A conclusão é de que o cheiro aumentou significativamente a sensação de realismo na realidade virtual, causando até reações fisiológicas diferentes”, acrescenta Archer.

Além dos jogos

No geral, os resultados obtidos durante a pesquisa indicam que a adição de odores a um ambiente de realidade virtual ou aumentada tem um efeito significativo tanto na experiência psicológica quanto na fisiológica, tornando a experiência muito mais parecida com que seria vivenciada no mundo real.

Segundo os cientistas, esse estudo tem implicações mais amplas para a realidade virtual que vão além do uso em jogos, com descobertas que fornecem evidências de que o olfato pode ajudar a aumentar a eficácia dos sistemas de simulação usados em treinamentos ou terapias medicinais.

“Os ambientes de RV podem se tornar mais verosímeis quando usados ​​para treinar bombeiros, policiais e socorristas. Quem vivencia situações perigosas envolvendo incêndios florestais ou derramamentos de produtos químicos, por exemplo, pode se beneficiar de ambientes de treinamento mais realistas e imersivos”, encerra o professor Nicholas Archer.

FONTE: https://canaltech.com.br/inovacao/cheiro-aumenta-a-sensacao-de-realismo-em-ambientes-de-rv-dizem-cientistas-213879/