ago 23

CEO da Mondelez fala sobre investimento de R$ 400 milhões em inovação

Liel Miranda ressalta a importância do Desembala, plataforma de inovação aberta e relação com startups que se propõe a fechar negócios e até investir em projetos

Liel Miranda: “Nosso investimento em inovação no último ano chegou a mais de R$ 400 milhões que foi aplicado em pesquisa e desenvolvimento”

A Mondelez Brasil, dona de marcas como Lacta, Tang e Oreo, lançou uma iniciativa de inovação e conexão com startups. O Desembala é um programa pensando especialmente para a unidade da companhia no Brasil. “Recebemos cerca de 200 inscrições de todas as regiões do país. Tive a oportunidade de, junto com o time de vice-presidentes e colegas de áreas chave, assistir e interagir com 18 startups, das quais, iremos selecionar sete para seguirem conosco nessa jornada”, explica Liel Miranda, presidente da companhia.

O executivo reforçou à Forbes Brasil que o programa permite desde parcerias comerciais até o investimento na compra de soluções e plataformas tecnológicas, aceleração ou de participações ativas nessas empresas. “Até o final de 2022, iremos investir cerca de R$ 2 milhões neste programa. Com esse movimento avançamos no fortalecimento do nosso ecossistema, para torná-lo mais competitivo e conectado com as demandas do negócio.” O investimento total da companhia em inovação nos últimos anos foi de R$ 400 milhões.

Forbes Brasil – O quanto as plataformas globais de inovação da Mondelez inspiraram o Desembala?
Liel Miranda – Inovação, na visão da Mondelēz International, está diretamente ligada à longevidade e relevância do nosso negócio, que tem o consumidor no centro. Precisamos ter agilidade para continuar sendo relevantes. Sabemos que para avançar é preciso encontrar, por exemplo, parceiros externos para solucionar algumas de nossas dores que irão também ajudar a transformar o varejo. O Desembala é um programa pensando especialmente para o mercado brasileiro. Temos questões muito específicas do Brasil para endereçar em áreas como logística, produção e venda para o consumidor final. Nossa ambição é promover uma verdadeira transformação de ponta a ponta na cadeia, por meio de soluções inovadoras.

FB – Como será a relação da Mondelez com essas startups, existe possibilidade de compras? Investimento?
Liel – O Desembala contempla todas as possibilidades na conexão com as startups. Desde parcerias comerciais e desenvolvimento conjunto, até o investimento na compra das soluções, aceleração ou de participações ativas nessas empresas. Até o final de 2022, iremos investir cerca de R$ 2 milhões neste programa. Com esse movimento avançamos no fortalecimento do nosso ecossistema, para torná-lo mais competitivo, inovador e conectado com as demandas do negócio. A Mondelez tem a possibilidade de dar escala a muitas das soluções e estamos dispostos a compartilhar nosso conhecimento, nossas dores e seguir juntos, investindo no potencial dessas startups.

FB – Qual o desafio para uma grande companhia como a Mondelez em se relacionar com startups e o que elas agregam?
Liel – Nosso objetivo num primeiro momento era conhecer projetos disruptivos que mudassem nossa mentalidade e nos mostrassem um mundo novo de oportunidades. E foi exatamente isso que o programa nos apresentou. Temos uma forte tendência em olhar para as dores mais próximas e maiores, entretanto, acredito que esse relacionamento com as startups, já nos tem feito olhar além. Queremos expandir as possibilidades trazendo cada vez mais vantagem competitiva para seguirmos liderando o snack do futuro, que é parte do nosso propósito. Por exemplo, 30% dos produtos que chegam nas gôndolas dos supermercados, dependem de refrigeração durante o transporte, o que é feito de forma manual. Junto com uma das startups selecionadas, iremos implementar um software no caminhão que envia informações em tempo real para uma central de comando. Lá, será feito o monitoramento e controle de todo o trajeto, de forma automática, garantindo a adequada refrigeração e conservação dos produtos. Outra startup, nos ajudará com o monitoramento de vendas, por meio de câmeras conectadas à inteligência artificial, fornecendo informações dos produtos que estão tendo maior ou menor procura naquele período. Estes são apenas alguns exemplos de como o Desembala vai agregar à Mondelez Brasil e ao mercado de consumo.

FB – Pode dar um contexto dos investimentos da companhia também em tecnologia?
Liel – Nosso investimento em inovação no último ano chegou a mais de R$ 400 milhões que foi aplicado em diversas áreas como pesquisa e desenvolvimento de produtos, modernizações, tecnologias sustentáveis, inovação na cadeia de ingredientes como o cacau e em fornecedores diversos. Para trazer alguns exemplos, temos em Curitiba o Tech Center, um dos 11 centros de pesquisa da Mondelez que desenvolve soluções nao apenas para o Brasil, mas também para a América Latina. O resultado foram novos produtos que agradam nossos consumidores como Lacta Intense, que já é líder em seu segmento, Bubba bala macia, Trident Max, Bis Xtra dentre muitos outros. Em sustentabilidade e inovação dos ingredientes, financiamos a linha de pesquisa de renovação do Cacau Brasileiro, desenvolvida por uma universidade parceira na Bahia, o que contribuiu para a recuperação de mais de 900 hectares de Mata Atlântica e da Floresta Amazônica transformando pasto degradado em agroflorestas. E uma das nossas apostas, que alia inovação à diversidade, equidade e inclusão, é nosso programa Investindo com Propósito. Só em 2022 estamos investindo R$ 192 milhões, onde já desembolsamos 72% do valor, em fornecedores liderados por mulheres, pessoas pretas e pardas, apoiando o crescimento de fornecedores diversos e inclusivos, garantindo a aceleração da inovação na companhia e na economia.

FONTE: https://forbes.com.br/forbes-tech/2022/08/ceo-da-mondelez-fala-sobre-projeto-que-destina-r-2-milhoes-a-startups/