jul 19

Banco N26, o “Nubank alemão”, levanta mais US$ 170 mi e diz que o seu próximo destino pode ser o Brasil

Com isso, ele elevou o seu valor de mercado para US$ 3,5 milhões e passou a figurar entre as startups europeias mais valiosas e entre as dez principais fintechs do mundo

Depois de anunciar a sua expansão para os Estados Unidos, o banco digital alemão N26, que ficou conhecido como o Nubank germânico, disse hoje (18) que levantou mais US$ 170 milhões em sua última rodada de investimentos.

A nova injeção de caixa vem seis meses depois que havia levantado outros US$ 300 milhões. Com isso, ele elevou o seu valor de mercado para US$ 3,5 bilhões e passou a figurar entre as startups europeias mais valiosas, além de estar entre as dez principais fintechs do mundo.

E não é só isso. A empresa disse que usará parte do dinheiro para crescer além da Europa e dos Estados Unidos e reiterou que o Brasil pode ser o próximo destino da operação.

A companhia também comentou que vai continuar a investir em inovação com o lançamento da funcionalidade Shared Spaces, que vai permitir aos clientes criar subcontas e compartilhá-las com até dez pessoas.

 Quem é esse tal de N26?

O N26 foi lançado no início de 2015 e conta hoje com mais de 3,5 milhões de clientes em 24 países. A empresa de tecnologia financeira (fintech) costuma ser comparada com o brasileiro Nubank por contar com um aplicativo intuitivo e que atraiu principalmente usuários jovens, os chamados “millennials”.

O objetivo de Valentin Stalf, co-fundador e CEO do N26, é ampliar o número de usuários para até 50 milhões nos próximos anos.

 Hoje, a companhia possui escritórios na Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Áustria e Brasil, mais especificamente na capital paulista.

Até o momento, o N26 levantou mais de US$ 670 milhões. Entre os maiores investidores estão nomes como Insight Venture Partners, Tencent, Allianz X, Valar Ventures, de Peter Thiel etc.

FONTE: SEU DINHEIRO