out 25

Ataques cibernéticos são causados por meio de aparelhos caseiros e softwares de trabalho

De acordo com o relatório “Global DDoS Landscape Report”, feito pela NSFOCUS,, os ataques de negação de serviço (DDoS) cresceram 205% no primeiro semestre de 2022, em comparação com o primeiro semestre do ano ano anterior, o maior aumento desde 2018.

Além disso, o relatório mostrou que 51% dos bots foram achados em softwares e aplicativos utilizados pelo trabalho remoto, como VPNs, por exemplo. Os outros 46% restantes estavam em aparelhos com Internet das Coisas (IoT) contaminados, como roteadores caseiros e câmeras de segurança.

A extorsão cibernética, a concorrência maliciosa e a fraude em jogos online continuam sendo os principais motivos dos ataques DDoS, que foram distribuídos de forma bastante equilibrada ao longo dos semestres analisados.

O mercado de jogos continua sendo o principal alvo dos ataques, responsável por 40% do total. Logo atrás ficam TI e telecomunicações com 15%, transmissões ao vivo (13%) e computação em nuvem (11%).

Segundo Thiago Sapia, diretor de novos negócios da empresa, “a transformação digital, a rápida evolução das tecnologias, os impactos da pandemia, a guerra entre a Rússia e a Ucrânia e a turbulência política mundial intensificaram os desafios de segurança, razão pela qual as empresas enfrentam a situação mais difícil já vista até os dias de hoje”.

O relatório também afirma que os ataques com o volume na casa de Terabytes não são mais tão incomuns. Eles foram detectados por três meses consecutivos, desde abril deste ano. “Com recursos adequados, lançar DDoS desse volume não é mais uma tarefa difícil para os invasores”, ressalta Sapia. Para se ter uma ideia, mais de 40 ataques dessa natureza, maiores que 100 Gpbs, aconteceram todos os dias durante o período estudado.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2022/10/23/seguranca/ataques-ciberneticos-sao-causados-por-meio-de-aparelhos-caseiros-e-softwares-de-trabalho/