mar 08

Apple pode lançar visor de realidade aumentada em 2022

Uma nota do analista de mercado Ming-Chi Kuo a investidores da TF Securities traça um mapa para a entrada da Apple no mercado de realidade aumentada. Segundo o analista, isso será feito em três fases, em um período que se estende de 2022 a 2040.

De acordo com o analista, a primeira etapa seria o lançamento de um “capacete” ou visor de VR (Realidade Virtual) e AR (Realidade Aumentada) em 2022. Ele seria um produto com poder de processamento e capacidade de armazenamento independentes, ou seja, não precisará ser conectado a um aparelho como um smartphone ou computador.

O design “mais complexo que o do iPhone” levaria o produto, que será “mais portátil do que móvel”, para uma faixa de preço premium, de cerca de R$ 1.000. O aparelho teria integração com serviços como Apple TV+ e Apple Arcade, e ofereceria uma “experiência imersiva significativamente melhor do que produtos VR existentes”.

Hot Lava, jogo para o Apple Arcade que explora realidade aumentada em iPhones e iPads equipados com sensor LiDar.
A nota menciona o uso de displays micro OLED e módulos ópticos da Sony. Mas sabe-se que a Apple estabeleceu uma parceria com a taiwanesa TSMC, que já produz os processadores usados em iPhones, iPads e Macs, para criar suas próprias telas. De acordo com rumores recentes, o projeto está em andamento em um prédio secreto em Longtan, em Taiwan, não muito longe do campus da TSMC.
A Apple teria contratado “dezenas” de veteranos da AU Optronics, empresa taiwanesa especializada na produção de telas, para trabalhar no projeto micro OLED. A segurança ao redor dele é tanta que os contratados tem que assinar um termo de compromisso que os proíbe de se encontrar com amigos e conhecidos que trabalhem na indústria de tecnologia.

Prédio da Apple em Longtan, na cidade taiwanesa da Taoyuan. Imagem: Nikkei Asia

Já os óculos, apelidados de Apple Glasses, ainda não teriam entrado sequer na fase de protótipo. O analista menciona que eles poderão usar um “guia de ondas óptico” desenvolvido pela Apple para oferecer uma experiência de MR (Mixed Reality, Realidade Mista) e AR. Espera-se que ele tenha integração com o Apple Car para “fornecer uma experiência inovadora ao usuário”.

Quanto às lentes de contato, Kuo afirma que “não há visibilidade de um cronograma de lançamento”, mas que elas chegariam ao mercado após 2030. Segundo ele, as lentes irão levar a eletrônica “da era da computação visível para a invisível”, efetivamente fazendo um dispositivo físico “desaparecer”.

Entretanto, considerando as tendências atuais de tecnologia, o hardware diminuto “provavelmente não terá poder de processamento e armazenamento independentes”.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/03/08/reviews/apple-pode-lancar-visor-de-realidade-aumentada-em-2022/