set 01

Apple Pay: o que é e como configurar a carteira de pagamentos

Sistema de pagamento pode ser usado na maioria dos produtos da marca e dispensa a necessidade do cartão físico ou da inserção de dados bancários para compras

Novas maneiras de fazer compras não param de surgir, incentivando às fabricantes de eletrônicos a criarem formas mais seguras de pagamentos para seus usuários.

Assim como o Google Pay e o Samsung Pay, a Apple também possui uma plataforma própria de pagamentos que promete dar mais segurança durante a compra: o Apple Pay.

Lançado em 2014, o aplicativo nativo está disponível na maioria dos produtos da Maçã. Ao permitir a integração com outros documentos digitais, o Apple Pay pode definitivamente aposentar o uso da carteira física.

Como funciona o Apple Pay

A plataforma é ativada em um aparelho Apple e pode ser usada por meio da tecnologia NFC, que permite pagamento por aproximação, ou pelo Touch ID, em que o usuário autoriza a compra pela sua digital. Ao usá-lo, não é preciso digitar seus dados nas lojas.

Para as compras online, basta selecionar a opção “pagar com Apple Pay” e o próprio celular prossegue com o pagamento, necessitando apenas da autorização pelo Touch ID.

No caso das compras físicas, elas podem ser pagas por aproximação (função contactless), em que o usuário encosta o dispositivo (iPhone e Apple Watch) na máquina de cartão e o pagamento é concluído.

Os usuários também podem usá-lo para compras dentro de aplicativos, pagamento de tarifas de transporte público (em algumas cidades), transferências entre utilizadores da plataforma e para pagamentos no business chat.

No vídeo abaixo, você confere o processo de pagamento via Touch ID:

Já no vídeo a seguir, você confere o processo de pagamento via Face ID:

No iPhone e no iPad, o Apple Pay está disponível em todos os produtos que contam com Face ID ou Touch ID, exceto o iPhone 5s; no Apple Watch, é possível usar o serviço em todas as versões do smartwatch.

Para os computadores Mac, o Apple Pay está disponível em todas as versões que possuem Touch ID. Em aparelhos sem sensor de digital, é permitido utilizar o iPhone ou Apple Watch para validar a compra.

Tecnologia NFC permite o pagamento por aproximação entre dois dispositivos. Foto: Shutterstock

Como fazer um pagamento pelo Apple Pay

Para começar a usar a função de pagamento, o usuário precisa cadastrar um cartão de crédito ou débito na plataforma. Isso deve ser feito por meio do app Wallet, que funciona como uma carteira, onde é possível guardar diversos tíquetes.

Para isso, acesse o Wallet, clique em “Adicionar cartão” e siga as instruções da tela. Durante o registro, o app pode pedir acesso à sua câmera para escanear os dados do seu cartão. Permita o acesso e fotografe a face onde estão os dados bancários. Os dados também podem ser inseridos manualmente.

O vídeo abaixo mostra o passo a passo da configuração do Apple Pay por meio do app Wallet. Confira:

Alguns cartões ainda não são aceitos na plataforma. Você pode conferir os cartões suportados no Brasil aqui. Além disso, após cadastrar seu cartão no serviço, a maioria dos bancos solicita liberação para o uso. No caso de bancos digitais, o desbloqueio do uso pode ser feito no aplicativo do banco. Já os bancos físicos e mais tradicionais, podem solicitar a liberação através de um caixa eletrônico.

Segurança

Sempre que o usuário faz uma compra pelo Apple Pay, o sistema usa um número para o seu aparelho e cria um código único para aquela transação. Desse modo, segundo a empresa, as informações bancárias não são guardadas no celular, nem nos servidores da Apple, tampouco compartilhadas com as lojas que recebem o pagamento.

Em caso de perda ou roubo do dispositivo, a exclusão do cartão pode ser feita na página da conta do ID Apple, com acesso permitido em qualquer computador por meio de e-mail e senha cadastrados no iCloud.

Wallet

Além dos cartões de crédito e débito, o aplicativo Wallet permite o cadastro de outros diversos tíquetes, como cartões de embarque, ingressos de cinema, cupons, cartões fidelidade, carteiras de estudante e muitos outros.

Com isso, o aplicativo promete ser uma verdadeira carteira digital com suporte aos mais variados documentos. Para adicioná-los, basta escanear o QR Code ou código de barras dos respectivos tíquetes.

FONTE: https://olhardigital.com.br/noticia/apple-pay-o-que-e-e-como-configurar-a-carteira-de-pagamentos/106186