jul 27

Após aceitar criptomoedas como pagamento, Gafisa vai construir prédio no metaverso

A construtora está entrando oficialmente no universo virtual a partir de um ambiente imersivo que irá auxiliar clientes na personalização de unidades residenciais

Flow by Gafisa é o empreendimento que protagoniza as iniciativas da empresa (Gafisa/Divulgação)

Depois de anunciar que começou a aceitar criptomoedas como forma de pagamento por suas unidades residenciais, a construtora Gafisa dá mais um passo em direção à inclusão da inovação tecnológica em seus negócios. Na próxima terça-feira, 26, a empresa irá inaugurar seu próprio espaço no metaverso, com o objetivo de promover uma maior integração e experiências imersivas aos seus clientes.

Chamado de “Viver Bem”, o ambiente da Gafisa no metaverso é uma representação online do espaço que já existe fisicamente na Avenida República do Líbano, em São Paulo. O prédio estará localizado na Bite.land, cidade idealizada pela startup Beupse dentro do Metabrowser, uma plataforma que permite a criação de cidades virtuais independentes no metaverso e é acessível com ou sem o uso de óculos de realidade virtual.

De acordo com um comunicado da Gafisa à EXAME, a intenção é, inicialmente, oferecer um novo canal de comunicação aos clientes da construtora, os auxiliando na customização de suas unidades residenciais. “O espaço de convivência virtual proporcionará um atendimento mais prático e a personalização 3D de plantas do Flow by Gafisa, possibilitando uma experiência mais imersiva”, afirma o documento.

Assim como o pagamento em criptomoedas, a customização de unidades residenciais no metaverso será disponibilizada inicialmente apenas para o empreendimento Flow by Gafisa, localizado na Rua Nestor Pestana, no bairro da Consolação em São Paulo. O projeto, segundo a construtora, tem como alvo um público “superantenado, ligado às tendências de mercado, inovações e iniciativas disruptivas”.

São 437 unidades residenciais, entre elas apartamentos studios, de dois dormitórios e duplex, com metragens variando de 21m2 a 61m2. O “Flow by Gafisa” ainda contará com uma série de ambientes diferenciados, como um minimercado, estacionamento de bicicletas, espaço de coworking, praça externa, spa, sala de massagem e lavanderia coletiva, além de uma sala para o recebimento de entregas de comida.

O metaverso foi a solução encontrada pela Gafisa para proporcionar uma visita à planta do empreendimento de forma imersiva e realista. De acordo com a construtora, o cliente terá seu próprio avatar personalizado e poderá entrar no apartamento – mobiliado ou não – junto à um arquiteto que auxiliará na personalização com itens reais como piso, acabamentos, móveis, e itens de decoração.

Ao selecionar os produtos desejados, o cliente terá a informação dos valores na tela e poderá adicioná-los a um carrinho, onde terá as opções de pagamento em cartão ou boleto. A assinatura do contrato também pode ser feita virtualmente.

“Inovação é o nosso modo de pensar, agimos dessa maneira diariamente em nossos processos internos e projetos. Recentemente, começamos a aceitar o pagamento em criptomoedas no ato da compra e naturalmente esse movimento nos levou a ingressar no metaverso”, justificou Guilherme Benevides, CEO da Gafisa Incorporadora e Construtora, sobre a decisão da empresa.

“Essa resposta ágil às novas tecnologias demonstra a nossa vanguarda de inovação, na busca por gerar ainda mais valor aos nossos clientes e proporcionar experiências únicas marcantes, agregando cada vez mais receita para a Companhia”, concluiu Benevides.

A entrada da Gafisa no metaverso será anunciada oficialmente na Metaverso Experience, conferência que ocorre no dia 26 em São Paulo. O evento é realizado pela Upper ADucation e conta com uma programação inteiramente focada no assunto a partir de painéis com especialistas.

FONTE: https://exame.com/future-of-money/apos-aceitar-criptomoedas-como-pagamento-gafisa-vai-construir-predio-no-metaverso/