abr 18

Amazon investe em tecnologias que rastreiam sono, alimentação e peso de bebês

Conhecida mundialmente pelo seu negócio de varejo e pelos produtos como o Kindle, a Amazon agora está entrando em um novo mercado. A empresa anunciou nesta semana que está investindo em tecnologias que rastreiam o peso, sono, alimentação e até as fraldas de bebês.

De acordo com a gigante do comércio eletrônico, a intenção é ajudar os pais no dia a dia permitindo que eles possam acompanhar as informações por meio de um aplicativo. Por isso, a Amazon também divulgou o seu investimento na startup Hatch Baby, que é a responsável por produzir os dispositivos.

O primeiro deles é uma luz noturna voltada para crianças mais velhas. Segundo a startup, o dispositivo ilumina o ambiente conforme o dia amanhece. Além disso, ele também possui a capacidade de emitir sons para avisar quando é a hora de acordar.

De acordo com a Hatch Baby, antes do investimento da Amazon, a empresa já tinha comercializado cerca de 200 mil produtos, sendo que alguns deles figuram entre os mais vendidos no comércio eletrônico. Agora, a intenção é melhorar a integração com a assistente Alexa e outros serviços.

A Amazon é claramente uma parceira incrível quando se trata de tudo que é consumido pela internet … então, quando eles nos telefonaram, ficamos muito ansiosos para que eles participassem como investidores estratégicos, disse Ann Crady Weiss, co-fundadora e CEO da Hatch Baby.

A Amazon também confirmou que deve permitir que desenvolvedores criem aplicativos e dispositivos que usem sua tecnologia de comando de voz. Paul Bernard, diretor do Fundo Alexa, comentou:

 

 O Fundo Alexa foi criado para apoiar empresas que adotam tecnologia de voz e exploram novos e atraentes usos para a Alexa. Vemos a parentalidade, a saúde e o bem-estar como duas áreas em que a voz pode simplificar a vida dos clientes. A Hatch Baby tem uma visão clara de como a Alexa e outros serviços da Amazon podem ajudá-los a apoiar os pais.

Por enquanto, os produtos da Hatch Baby só são comercializados nos Estados Unidos. Cabe ressaltar que a Amazon já iniciou as suas vendas diretas no Brasil, mas a companhia ainda não trouxe a Alexa e os dispositivos Echo ao nosso país.

FONTE: TECH TUDO