Alunos de Harvard e do MIT buscam startups do Brasil para investir; veja como se inscrever

Evento é organizado pela comunidade brasileira de estudantes em Massachusetts.

Quando se fala em startups, tecnologia e inovação nos Estados Unidos, muitas pessoas acabam pensando no Vale do Silício, região da Califórnia que abriga big techs como Apple, Google e Meta (ex-Facebook). Mas há também muita ideia sendo fomentada na outra costa norte-americana. Em Harvard e no MIT, duas das universidades mais prestigiadas do mundo, ambas em Massachusetts, tem brasileiro querendo ajudar a desenvolver o universo de empreendedorismo do Brasil.

Por lá, acontece o Brazil Conference, um evento que já é considerado tradicional no setor empresarial e de políticas públicas. Há 10 anos, líderes de grandes empresas, políticos e ativistas sociais se reúnem para discutir sobre os assuntos do momento no Brasil. Já passaram pelos palcos do evento ministros do Supremo Tribunal Federal, artistas, jornalistas e CEOs de empresas.

É também no Brazil Conference que funciona o HackBrazil, uma competição para startups brasileiras receberem aceleração e um aporte de 100.000 reais. “O principal objetivo da HackBrazil é descobrir, promover e capacitar as startups mais inovadoras do Brasil”, diz o material de divulgação do evento.

Segundo os organizadores, a missão do HackBrazil é “catalisar a transformação do Brasil, promovendo a inovação e o empreendedorismo, criando um país mais competitivo”.

Como funciona o HackBrazil

A HackBrazil é uma competição de startups com um programa de aceleração, organizada pela equipe da Brazil Conference.

O processo começa com a abertura das inscrições, dando a empreendedores de todo o Brasil a oportunidade de inscrever suas startups. Depois de selecionadas, as startups terão acesso a um programa de aceleração, onde receberão orientação, treinamento e recursos para aprimorar suas ideias e transformá-las em empreendimentos bem-sucedidos.

Depois do programa de aceleração, cinco startups são eleitas as finalistas. Essas vão até Harvard apresentar suas ideias para jurados do mundo da venture capital. De lá, sai a vencedora do aporte de 100.000 reais.

Quem pode se inscrever

A HackBrazil esta aberta a todo tipo de empresa com foco em inovação. Na prática, os requisitos são:

  • Cada startup poderá apresentar apenas uma ideia para fins da competição
  • Os participantes não poderão fazer parte de mais de uma startup inscrita
  • Os times devem conter ao menos dois participantes, de forma que não serão aceitas inscrições individuais
  • Pelo menos um participante de cada time inscrito deve ter cidadania brasileira ou residir no Brasil
  • Todos os membros de cada time devem ser maiores de idade
  • Todos os membros da equipe devem ter reconhecida idoneidade moral e reputação ilibada, sendo passíveis de eliminação quaisquer equipes que tenham membros que estejam sendo, ou venham a ser, processados ou investigados, cível, administrativa ou criminalmente

Os critérios de avaliação não são divulgados, mas a ideia é apoiar empresas que ainda não levantaram recursos em rodada institucional com venture capital, que estejam atuando em um mercado grande, com potencial de virar unicórnio, e com algum tipo de produto ou serviço com demanda.

As inscrições acontecem no site da BrazilHack até 15 de novembro.

FONTE:

https://exame.com/negocios/alunos-de-harvard-e-do-mit-buscam-startups-do-brasil-para-investir-veja-como-se-inscrever/