fev 26

Alta demanda força fábrica da Tesla nos EUA a reabrir

fechamento da fábrica da Tesla em Fremont, na Califórnia, durou pouco: dois dias. O CEO da montadora, Elon Musk, confirmou que a instalação está funcionando novamente graças à grande demanda por carros Model S e X.

Respondendo um usuário no Twitter, o empresário explicou que a fábrica reabriu após dois dias. Em um e-mail que enviou aos funcionários da Tesla, Musk conta que a escassez de peças foi o motivo da interrupção da produção.

“Estamos enfrentando alguns problemas com o fornecimento de peças, então aproveitamos a oportunidade para fechar Fremont por alguns dias para fazer atualizações e manutenção do equipamento. A produção de Fremont voltou a funcionar e irá acelerar rapidamente para a produção completa do Modelo 3/Y nos próximos dias”, afirma o comunicado.

A demanda pelos modelos S e X está tão alta, segundo Musk, que a fábrica funcionará em um novo turno. Mas antes de aumentar a produção, a Tesla precisa terminar de reequipar a fábrica. “As linhas de produção do Model S/X estão quase concluídas com o reequipamento e terão como objetivo a produção máxima no próximo trimestre”, explica o executivo.

Produção do Model 3 em Freemont ficaria suspensa até o dia 07/03. Imagem: Maurizio Pesce/Wikimedia Commons

Especulou-se que as peças em questão seriam microchips, que têm estado em falta na indústria automotiva. No e-mail, Musk não especifica o problema que afetou a produção, mas a escassez dos chips semicondutores é um problema global causado pela pandemia da Covid-19.

A Ford, por exemplo precisou paralisar a fabricação de veículos em sua fábrica no Kentucky em dezembro de 2020, o que deve afetar a produção da empresa em até 20% para o primeiro trimestre de 2021.

 A montadora foi forçada até mesmo a reduzir a produção da picape F-150, o modelo mais vendido do país, nas fábricas de Michigan e Missouri. Já a GM, cortou a produção em suas fábricas no estado do Kansas, Canadá e México até o mês de março, quando fará uma reavaliação dos planos.

Nissan, Toyota, Volkswagen, Subaru e Fiat Chrysler também anunciaram linhas de produção interrompidas ou desaceleradas devido ao problema.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/02/26/carros-e-tecnologia/alta-demanda-forca-fabrica-da-tesla-nos-eua-a-reabrir/