out 22

Alibaba intensifica rivalidade com Amazon e Microsoft e anuncia novos data centers

O Alibaba, empresa chinesa voltada para o mercado de e-commerce e principal representante do país em computação em nuvem, anunciou um plano de expansão de negócios em 2022, que engloba a inauguração de novos data centers na Coreia do Sul e na Tailândia.

O movimento, anunciado durante a Conferência Apsara, reafirma a estratégia de consolidar a presença da empresa internacionalmente, em especial na Ásia, incluindo Cingapura, Filipinas e Indonésia.

A Conferência Apsara do Alibaba Group teve início nesta terça-feira (19) e se encerra nesta sexta-feira (22).

O plano, em último instância, não marca apenas a expansão dos serviços do Alibaba, mas também pode acirrar a rivalidade com algumas gigantes de tecnologia dos EUA que são fortes no setor de cloud, como Amazon e Microsoft, líderes do segmento no mercado.

Jack Ma
Na foto, CEO odo Alibaba Group, Jack Ma. Crédito: Frederic Legrand/iStock

A big tech chinesa também apresentou durante o evento diversos novos produtos com objetivo de se destacar dentro do mercado de computação em nuvem.

Uma das novidades foi o lançamento de um chip chamado Yitian 710, que entrará em servidores chamados Panjiu. A função do chip é alimentar aplicativos de inteligência artificial (IA) na nuvem do Alibaba.

Apesar do comércio eletrônico ainda ser o negócio principal da empresa, que a colocou como uma das maiores do mundo nesse mercado, a computação na nuvem é vista como um impulsionador de lucro chave no longo prazo para o Alibaba, mesmo respondendo por cerca de apenas 8% da receita total da companhia no momento.

Reforçando os investimentos na computação em nuvem

Essa não é a primeira vez que o Alibaba anuncia a estratégia de reforçar investimentos na computação em nuvem. Em junho deste ano, a chinesa já havia divulgado planos para a construção de um novo data center nas Filipinas até o fim de 2021. Na época, a Indonésia também foi mencionada.

O replanejamento ocorreu após o Alibaba reportar o primeiro prejuízo como empresa pública no primeiro trimestre de 2021.

Embora dados do International Data Corporation (IDC) apontem que a gigante de e-commerce domine o setor na China com uma participação de 19,2% do mercado local, ela continua atrás de Google, Amazon e Microsoft no cenário global.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/10/22/pro/alibaba-intensifica-rivalidade-com-amazon-e-microsoft-e-anuncia-novos-data-centers/