nov 29

Além do aluguel, Quinto Andar irá intermediar compra e venda de imóveis

A startup, que começou como uma plataforma de aluguéis online, começará a intermediar compra e venda de imóveis a partir de 2 de dezembro

A startup Quinto Andar começará a atuar em um novo mercado a partir do dia 2 de dezembro. A empresa, que surgiu como uma plataforma digital de locação de imóveis, irá intermediar a compra e venda de imóveis.

 A expectativa é que a startup descomplique o processo de compra e venda de imóveis com a tecnologia, assim como fez com os aluguéis. Pela plataforma, hoje é possível alugar um espaço sem visitá-lo pessoalmente (mas há a possibilidade, caso haja a preferência) e sem a necessidade de um cheque caução, por exemplo.

A companhia tem, como um dos objetivos, a redução de gastos e a diminuição de problemas típicos destes processos. “A falta de informações de qualidade sobre a situação legal da propriedade, assim como a dificuldade em obter toda a documentação correta são problemas comuns que atrasam todo o processo”, conta Gabriel Braga, cofundador do Quinto Andar, no anúncio. O QuintoAndar cobrará a taxa de 6% nas transações.

No início, a startup irá focar em imóveis da cidade de São Paulo. A expectativa é que o serviço seja, aos poucos, expandido para outros locais. Atualmente, o Quinto Andar promove o aluguel online de imóveis em 29 cidades. Em setembro deste ano, companhia recebeu um investimento de US$ 250 milhões liderado pelo Softbank e se tornou um unicórnio brasileiro — isto é, o seu valor de mercado alcançou US$ 1 bilhão.

FONTE: STARTSE