out 03

Agroop eleita uma das 8 mais “disruptivas” do setor agrícola

A StartUs Insights, uma organização dedicada à análise de start-ups e negócios, escolheu a empresa portuguesa Agroop como uma das start-ups mais “disruptivas” no setor agrícola, de entre 950 analisadas.

A distinção surge no âmbito do lançamento do “Mapa de Inovação no setor AgriTech,” que identifica “as startups e tecnologias de AgriTech que mais vão ter impacto na indústria num futuro próximo.”

Bruno Fonseca, CEO da Agroop, disse:
“É sempre gratificante uma empresa portuguesa como a nossa receber reconhecimento internacional, muito mais quando em comparação com empresas do setor de AgTech com recursos muito superiores aos nossos. É bom saber que estamos a conseguir fazer muito com pouco.”

O que garantiu à Agroop este lugar de destaque? Foi a sua solução de “serviços de gestão de explorações agrícolas na cloud e de análise de riscos,” aliada ao “seu multi-sensor Stoock, que fornece monitorização em tempo real de temperatura, condições meteorológicas e humidade,” além de radiação solar.

“Com base nisto, os utilizadores podem gerir e analisar as necessidades hídricas das culturas, prevenir riscos como pragas ou doenças ao criar alertas, centralizar parâmetros de qualidade das culturas, entre outras possibilidades,” disse a StartUs Insights.

Outras empresas que mereceram um lugar na lista foram a Gamaya, a Cropx e a Semios. A primeira é suíça, a segunda norte-americana, a terceira canadiana. A Agroop – escolhida para representar o segmento de Agricultura de Precisão – é a única portuguesa que conseguiu entrar nesta lista de apenas oito start-ups.

FONTE:  P MAGAZINE