jan 21

Agrocomputação utiliza tecnologia para problemas no campo

Mercado de trabalho para este profissional é bastante promissor e a área tem demanda crescente

Estar atento às necessidades regional e nacional é a dica para quem busca a carreira do momento. Afinal, o mercado está em constante evolução e é preciso acompanhar as tendências, principalmente se você pretende sair na frente no mercado de trabalho. Exemplo de área com demanda crescente e com escassez de profissionais é a agrocomputação.

De forma resumida, a agrocumputação está voltada à projeção do futuro no campo, ligada especialmente aos avanços tecnológicos envolvendo o agronegócio. Então, o curso na área prepara profissionais capazes de projetar e aplicar soluções de problemas do campo, principalmente no que se refere à operacionalização de máquinas e equipamentos, análise de dados, tratamento das informações e subsídios para tomada de decisão.

Normalmente, o curso superior de tecnologia em Agrocomputação tem a duração de seis semestres, ou seja, três anos. Por ser uma graduação relativamente rápida, a grade curricular prioriza atividades práticas, o que contribui para o ingresso imediato no mercado de trabalho. Desta forma, segue mais uma dica: busque uma instituição que ofereça uma estrutura completa.

O tecnólogo em agrocomputação, além de projetar soluções computacionais para problemas identificados nas ciências agrárias, também pode gerenciar e realizar estudos a fim de avaliar o impacto socioambiental no campo. Ele também verifica possibilidades de gerar vantagens para a agricultura e setores relacionados.

Esse profissional pode trabalhar em empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assessoria técnica e consultoria, além de centros de pesquisa, empresas de tecnologia e organizações do setor agrícola.

VestVerão

O curso de Agrocomputação é um dos oferecidos no processo seletivo da Unoeste, que acontecerá no dia 25 de janeiro de 2020. As inscrições ainda podem ser feitas exclusivamente pelo site. São mais de 60 cursos presenciais em todas as áreas do conhecimento.

FONTE: SEGS