nov 25

5G: teste de rede privativa mostra velocidade 12 vezes superior ao wi-fi

Também ficou comprovado que o 5G oferece quatro vezes maior velocidade em upload e 46 vezes maior em download, o que permite melhor conectividade para aplicações críticas ou que tenham múltiplos dispositivos.

Teste de velocidade de transmissão de dados em ambiente industrial na rede 5G revelaram que a quinta geração da internet apresenta capacidade 12 vezes maior do que as redes wi-fi atualmente oferecidas no país. Além dos resultados do wi-fi, ficou comprovado que o 5G oferece quatro vezes maior velocidade em upload e 46 vezes maior em download, o que permite melhor conectividade para aplicações críticas ou que tenham múltiplos dispositivos.

Além disso, o 5G ofereceu uma constância, sem grandes variações, na transmissão de dados. As medições foram realizadas pela multinacional WEG/V2COM, com apoio da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (24/11).

“Os testes demonstraram o potencial que a tecnologia 5G possui para elevar a produtividade e a competitividade da indústria brasileira. A quinta geração do serviço móvel tem, de fato, um impacto disruptivo nas cadeias de produção de bens e serviços”, avalia o presidente da Anatel, Carlos Baigorri.

Os testes verificaram três grupos de casos de uso: Internet das Coisas (IoT) industrial, robótica e dispositivos inteligentes, a partir de três indicadores, que são o throughput (velocidade de transmissão de dados), a densificação de malha de conexões (comparando 5G e Wi-Fi) e a confiabilidade de conectividade 5G em ambiente indoor.

Transmissão massiva

Entre as redes privadas independente e integrada, ambas tiveram performances similares. Durante os testes, a WEG/V2COM também implementou um robô de inspeção com uso de realidade virtual, com câmera 360 graus, que necessita alta capacidade de transmissão de dados e baixa latência, um cenário típico de conexão 5G.

Os experimentos também mostraram que o 5G vai permitir a transmissão massiva e estável de dados, como realidade imersiva, realidade aumentada e computação distribuída. As capacidades técnicas da nova rede móvel permitem a instalação de casos de uso inovadores, não possíveis em redes de wi-fi industriais, como robôs de inspeção e câmeras inteligentes.

“O 5G e as redes privativas são as peças que faltavam para o maior ganho da produtividade e avanço da indústria 4.0. Os testes realizados pela WEG/V2COM comprovam isso e apontam um caminho para a adoção das tecnologias. Esperamos que esse conhecimento adquirido seja útil para todo o setor produtivo”, afirma Igor Calvet, presidente da ABDI.

No caso de uso dos dispositivos inteligentes, o 5G permite aumentar o número de dispositivos conectados e prover maior capacidade de tráfego de dados, o que permite a escala massiva de dispositivos na indústria. No experimento com câmeras inteligentes, por exemplo, o 5G substituiu a conectividade cabeada, permitindo ampliação no número desse tipo de equipamento e instalação flexível em pontos de interesse não alcançáveis nos dias de hoje.

O relatório conclui que a tecnologia está madura para adoção imediata em plantas fabris, uma vez que os testes mostram que a quinta geração móvel oferece, para aplicações industriais, desempenho superior ao wi-fi atualmente utilizado, com maior confiabilidade, cobertura de rede e capacidade de maior densificação da malha de conexões.

Referências

Os testes em ambiente industrial foram conduzidos pelo projeto Open Lab 5G WEG-V2COM, estabelecido por meio de um acordo de cooperação técnica firmado entre a ABDI e a empresa WEG-V2COM, em parceria com a Qualcomm, no suporte técnico para a execução do projeto, e das empresas Claro, Nokia e Ericsson.

A Anatel utilizou os dados para subsidiar decisões da Agência em relação à tecnologia 5G, de acordo com os limites técnicos especificados na Consulta Pública 30/21, bem como na Consulta Pública 11/22, que trata dos requisitos técnicos e operacionais para uso em bandas de ondas milimétricas.

FONTE: https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2022/11/5054260-5g-teste-de-rede-privativa-mostra-velocidade-12-vezes-superior-ao-wi-fi.html