mar 29

5G: como a tecnologia pode transformar diversos setores, segundo executivos

O 5G ainda está em fase de implantação e exploratória. Aqui no Brasil, por exemplo, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou recentemente que teremos um 5G híbrido, com previsão de implantação de 3,8 mil antenas em 27 capitais até julho do ano que vem.

 Fora isso, muitas gigantes como Apple e Samsung já estão anunciando smartphones adaptados para receber a tecnologia, entre outras mudanças. Mas o que o 5G poderia fazer na prática para grandes empresas como as ‘big techs’ e como ela efetivamente pode transformar o mercado?

Mais velocidade

Antes de apresentar quaisquer mudanças em setores específicos, vale lembrar que testes já mostraram alguns dos benefícios que a tecnologia 5G pode apresentar. A começar pela velocidade.

Uma das possibilidades que o 5G traz ao Snapchat é a considerável melhorara na tecnologia de realidade aumentada da empresa. Crédito: dennizn/Shutterstock

A empresa de telecomunicações australiana Telstra, por exemplo, realizou um teste neste ano, a fim de registrar picos de velocidade proporcionados pelo 5G.

Em parceria com a Ericsson e a Qualcomm, a telco conseguiu alcançar, em laboratório, velocidades de até 5 gigabits por segundo (Gbps) – o recorde anterior, batido também pela Telsra, foi de 4,3 Gbps.

A previsão é que as redes 5G sejam 10 vezes mais rápidas do que a 4G LTE. E, mesmo que muitos leilões sobre frequências já estejam em tramitação em muitos países, espera-se que a implementação na maior parte do globo seja feita somente em 2025, segundo dados da PwC.

Tecnologia

 Por muitos anos, tecnologias como realidade aumentada (AR, na sigla em inglês) e realidade virtual (VR, na sigla em inglês) faziam apenas parte do imaginário de muitos, sendo possíveis somente em enredos de ficção científica, ou séries modernas.

Agora, são possibilidade reais, mas ainda não fazem parte do dia a dia de muitos usuários comuns. De acordo com Carolina Navas, chefe de estratégia de produtos de AR no Snapchat, a evolução desse tipo de tecnologia está diretamente atrelada à confiabilidade das redes 5G.

“Nossas famosas lentes AR, por exemplo, têm arquivos de cerca de 4 MB. Com o 5G, podemos fornecer lentes com cerca de 50 MB! Faz uma grande diferença na qualidade, nos detalhes e na quantidade de conteúdo que podemos incluir em cada Lens individualmente, e nos permite oferecer essas experiências com uso intensivo de tecnologia de forma integrada para o Snapchat”, explicou ela, em entrevista à Business Insider.

Mobilidade urbana

De acordo com a vice-presidente de incubação de negócios da Verizon, Elise Neel, há duas principais palavras que definem como o 5G pode transformar a mobilidade urbana: proteção e personalização.

Na questão de proteção, a executiva cita como exemplo a parceria entre a Verizon e a Here, empresa especializada em mapas e geolocalização que hoje é controlada pelo consórcio feito pelas montadoras Audi, BMW e Daimler (dona da Mercedes-Benz).

 A Here e a telco uniram expertises para criar “um sistema de comunicação Vehicle to Network (V2N) que identifica veículos, pedestres, bicicletas e barreiras de um smartphone acoplado ao veículo”, conta. Assim, garantindo uma visão 360º e de pontos cegos a fim de trazer uma direção mais segura e mitigar acidentes.

Saúde

Com a pandemia, ficou claro que telemedicina era uma implementação imprescindível para não só garantir a saúde das pessoas, mas também ampliar possibilidade para atendimentos.

Oliver Kharraz, presidente-executivo e fundador da ZocDoc, uma startup de Nova York cujo principal serviço é auxiliar pessoas a marcarem consultas médicas online, afirmou que os investimentos em infraestrutura e 5G “garantirão que todos tenham acesso contínuo à telessaúde e acesso mais rápido à saúde em geral”.

Ainda de acordo com o especialista, a baixíssima latência do 5G possibilita que tratamentos à saúde sejam de mais fácil acesso e mais convenientes para todos.

 Ele explica que, em um cenário onde um paciente está localizado em uma área com conectividade irregular e precisa fazer uma consulta, ele pode ter de explicar um sintoma mais de uma vez ao médico, além de ter de lidar com constantes congelamentos de tela – algo que muitos de nós experimentamos em algum momento em chamadas de vídeo.

“Em áreas urbanas , muitos de nós considera essa conectividade garantida, mas não é a realidade em todos os lugares”, disse ele. “Em áreas com bom acesso online, consultas podem ser feitas online em vez de via telefone e documentos podem ser facilmente compartilhados em um portal do paciente em vez de fax.”

Gráfico desenvolvido pela The Conversation mostra aumento no uso de fax entre diferentes segmentos do mercado ao longo dos anos. Crédito: Reprodução/The Conversation

E engana-se quem acha que ninguém mais usa fax e que a tecnologia se tornou obsoleta. Aliás, um levantamento realizado pela IDC e compilado em um artigo no The Conversation demonstra que o número de empresas que utiliza máquinas do tipo para transferir arquivos aumentou ao longo dos anos.

Segundo o relatório “Fax Market Pulse: Trends, Growth and Opportunities” de 2017, da IDC, entre os respondentes que indicaram um crescimento ano a ano no uso de fax, a média de aumento foi de 27%.

Outras implicações

Há inúmeras possibilidades que a implementação do 5G pode trazer. Como habilitar a tão falada indústria 4.0, com fábricas e sistemas mais automatizados e autônomos, cada vez mais real e mais inteligente junto à internet das coisas (IoT, na sigla em inglês).

O 5G habilita o compartilhamento de dados em tempo real pode trazer inúmeros benefícios ao campo. Crédito: Shutterstock

O compartilhamento de dados em tempo real e de forma ainda mais rápida e eficaz também é outra implicação que redes 5G podem trazer a todos os segmentos. Em especial para a indústria e varejo, que lidam diariamente com questões como manutenção preditiva e preventiva de máquinas, controle de estoque, experiência do consumidor e clientes, o 5G vai gerar novas possibilidades nesses quesitos.

O 5G também pode ampliar horizontes no agronegócio, um ambiente que pode envolver maquinário inteligente e autônomo, além de recursos como drones, câmeras, sistemas de controle e processos automatizados, entre outras coisas que demandam alta velocidade de transferência de dados.

Como prevê uma parceria entre a Ericsson e o São Martinho, grupo brasileiro do setor dos sucroenergéticos, que trará maior eficiência para a usina em Pradópolis, interior de São Paulo, que é considerada a maior processadora de cana-de-açúcar do mundo.

A revolução por meio do 5G está apenas no início e, quando chegar, a fluidez que pode trazer será tamanha que sequer sentiremos a interferência de troca de processos no dia a dia.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/03/29/pro/5g-como-a-tecnologia-pode-transformar-diversos-setores-segundo-executivos/