dez 09

4 empresas que já usam realidade virtual em seus negócios

De manutenção a treinamento de talentos, tecnologia tem beneficiado empresas em todo o mundo

Diversos fabricantes têm apostado alto no mercado de realidade virtual (VR) e a novidade começa agora a chegar de forma mais expressiva ao mercado corporativo, sendo usada para uma série de tarefas, desde manutenção até treinamento de talentos. A consultoria IDC estima que em 2024, mais de 35% das interações com a interface do usuário vão utilizar vídeo inteligente, fala, processamento de linguagem natural e realidade virtual/aumentada habilitados por inteligência artificial (AI).

No Snapdragon Tech Summit, realizado pela Qualcomm nesta semana em Maui, no Havaí, a fabricante mostrou, ao lado de parceiros, alguns exemplos de companhias que já estão, de forma pioneira, lançando mão da tecnologia de realidade virtual e gerando uma série de benefícios para os negócios. Confira abaixo quatro cases práticos.

Mitchell

A norte-americana Mitchell usa realidade estendida em seus softwares para reparo de carro. Por meio do recurso, técnicos podem usar o dispositivo para arrumar veículos sem precisar de manual impressos, acelerando o trabalho. Afinal, tudo está detalhado, passo a passo, nos óculos.

Debbie Day, vice-presidente-executiva e gerente-geral da Mitchell, explicou que com a tecnologia, técnicos de reparo economizam tempo operando os óculos com as mãos livres, usando a ativação por voz para acessar os procedimentos de reparo específicos para veículos mais atualizados, dentro do seu campo de visão. A solução também permite que os técnicos liguem e colaborem com outros especialistas em tempo real, diretamente no veículo.

KLM

Raffaella Camera, head de inovação em XR e Estratégia de Inovação da Accenture, contou que a KLM usa HoloLens para manutenção de aeronaves. Segundo a executiva, a iniciativa reduziu o tempo necessário para que técnicos realizem seus trabalhos de 45 minutos para menos de três minutos.

Sempra Energy

Empresa de infraestrutura de energia sediada em San Diego, na Califórnia (EUA), a Sempra Energy usa os Oculus Quest VR para treinamento do time que faz inspeção em instalações. Com a tecnologia, a companhia trocou um dia todo de treinamento por 20 minutos de orientação em campo.

Kellogg’s

Multinacional norte-americana, produtora de cereais, a Kellogg’s usou realidade virtual, em um projeto conduzido pela Accenture e Qualcomm, para reinventar a forma como coleta dados críticos do consumidor e realiza pesquisas de mercado. Usando a solução com rastreamento ocular (eye-tracking), a empresa reduziu o tempo e o custo com pesquisas em 50% e incrementou as vendas em 18% durante os testes do projeto.

FONTE: IT FORUM