set 06

10 linguagens de programação mais usadas por startups

Vagas em startups estão entre os empregos mais cobiçados do mundo, principalmente entre os jovens, que tendem a ver essas empresas como “inovativas e atraentes”. Com salários acima do mercado, programadores estão entre os profissionais mais procurados por essas empresas, porém, em geral, são buscadas algumas habilidades específicas em linguagens de programação.

Não é estranho que vagas em startups peçam especialização em mais de uma linguagem, porém, existem 10 que estão entre as mais buscadas pelas empresas inovadoras. Conheça quais são elas e por quais motivos saber programar nesses idiomas pode ser a chave para conseguir o “emprego dos sonhos”.

As 10 linguagens de programação mais populares em startups

1- JavaScript: esta linguagem facilita o desenvolvimento de aplicativos multiplataforma, algo que é primordial para a inovação. Programadores de startup dão preferência para o JavaScript por ser uma interface moderna por um preço acessível. Softwares desenvolvidos em JavaScript são mais dinâmicos e interativos, algo que as startups procuram que suas aplicações sejam.

2- Ruby: coincidência ou não, esta costuma ser a linguagem escolhida pela maior parte das startups que decolam. Em empresas inovadoras, Ruby é usada para construção de APIs. Esta interface é ideal para projetos na web com diferentes graus de complexidade.

3- Java: fácil de manter, portátil e baseada em classes, essas características fazem de Java uma opção muito atraente para startups. Ela é encontrada nas descrições de vagas tanto de startups quanto de empresas mais tradicionais, já que é uma das melhores linguagens de programação para a construção de aplicativos web.

4- Kotlin: Android é o sistema operacional móvel mais usado no mundo, e Kotlin é uma ótima escolha para desenvolver aplicativos para este sistema, logo, bem vista por startups. É uma linguagem de programação multiplataforma, multifuncional e de código aberto, com uma sintaxe muito similar à de Java, bem fácil de entender, até para iniciantes.

5- Python: a linguagem queridinha do momento também é uma das mais procuradas por programadores em startups. Sua integração com outras ferramentas e linguagens a torna uma boa opção para as empresas inovadoras, principalmente por ser econômica e ter uma grande comunidade por trás para casos de problemas.

6- Go: a linguagem de programação do Google é uma das mais simples do mercado, permitindo que novos negócios possam experimentá-la sem muitas complexidades. As startups a procuram por se tratar de uma interface que suporte o desenvolvimento back-end de projetos, principalmente quando se trata de computação em nuvem.

7- Swift: conhecida por ser poderosa e intuitiva, Swift é fácil de aprender, ler e escrever. A linguagem tem uma série de recursos úteis para programadores que atuam em startups, como o desenvolvimento rápido de aplicativos mais seguros. Swift também é estruturalmente mais simples e possui modelo de tratamento de erros.

8- Perl: trata-se de uma linguagem de programação de uso geral própria para startups. Seu uso é totalmente gratuito, uma vez que se trata de uma interface de código aberto. A codificação concede uma infinidade de módulos sobre sua rede abrangente de arquivos.

9- PHP: a linguagem é conhecida por fornecer soluções construídas por grandes comunidades. Por ter diversas extensões, é muito fácil encontrar alguma que possa ajudar a equipe de desenvolvimento de determinada startup.

10- Scala: esta interface é perfeita para a construção de aplicativos escaláveis. Com auxílio da Java Virtual Machine (JVM) e do bytecode para o script de códigos, a linguagem pode ser interessante para iniciantes. Pode, inclusive, ser usada como um substituto do Python para lidar com grandes projetos.

FONTE: https://canaltech.com.br/software/10-linguagens-de-programacao-mais-usadas-por-startups-224693/